Organização divulga percurso do Tour de France de 2018

A organização divulgou o percurso da edição de 2018 do Tour de France nesta terça-feira, 17 de outubro. O tradicional circuito de ciclismo mundial contará com uma montanhosa prova de contrarrelógio de 31 km no País Basco em seu penúltimo dia de disputas.

A 105ª edição do Tour A corrida começa no dia 7 de julho, uma semana mais tarde do que ocorre habitualmente devido a Copa do Mundo de futebol na Rússia, e será aberta com uma prova em percurso reto de 188 km para velocistas da cidade de Noirmoutier-en-l'ile até Fontenay-le-Comte, na região da Vendéia, na costa atlântica.

A rota do Tour, que é disputada no sentido horário, apresenta 25 subidas de montanhas, que vão desde as categorias relativamente difíceis como a categoria 2 até a 1, passando pela assustadora Hors Categorie (além da classificação). 11 estão nos Alpes, 4 na região central do Maciço e 10 nos Pirenéus.

As subidas mais difíceis começam no estágio 10, o primeiro de três dias consecutivos de subidas nos Alpes. Mas os organizadores colocaram antes do início dessa subida uma nona prova mais complicada que poderia agitar o pelotão. São mais de 15 setores de pedreiras traiçoeiras, fazendo de 2018 o maior número desde a turnê de 1980, com quase 22 km no total.

O atual campeão do Tour, Chris Froome, deverá encontrar no piloto holandês Tom Dumoulin um adversário difícil de ser batido. Froome está atrás de sua quinta vitória do Tour para igualar o as conquistas do belga Eddy Merckx, dos ciclistas franceses Jacques Anquetil e Bernard Hinault e do espanhol Miguel Indurain. Froome e Dumoulin ganharam os três Grand Tours no ano passado, com Froome vencendo ainda a Vuelta a Espanã e Dumoulin vencendo o Giro d'Italia.

Froome é um especialista no contrarrelógio, mas Dumoulin é o atual campeão na prova. Froome, com seus de 32 anos, ainda está no auge, enquanto Dumoulin, de 26 anos, está se aproximando dele. "Um concurso entre Chris Froome e Tom Dumoulin, dois ciclistas com qualidades semelhantes, não me desagradaria. Isso forçaria um dos dois a tentar algo diferente para surpreender o outro. Estamos assistindo a uma nova geração que quer entreter. Eu acho que se Christopher Froome estiver contra Tom Dumoulin, eles vão querer fazer isso. Eles serão mais ou menos iguais nas provas de contrarrelógio. Isso é algo muito emocionante", disse o diretor de corrida do Tour de France, Christian Prudhomme.

Os pedregulhos de Roubaix talvez possam causar problemas para Froome, entretanto Prudhomme acredita que o ciclista britânico pode lidar com qualquer coisa. "Os líderes do Tour têm a capacidade de se adaptar. Nós vimos que Chris Froome tem uma gama de habilidades muito mais vasta do que as pessoas disseram. Ele é inteligente e trabalhador. Ele continua ganhando de maneira diferente dos anos anteriores", disse Prudhomme.

Os paralelepípedos serão seguidos por um dia de descanso em 16 de julho e Froome poderá aproveitar ao máximo porque os Alpes começam brutalmente no dia seguinte. O estágio 10 em 17 de julho tem quatro escaladas difíceis em uma rota de quase 159 km de Annecy para a cidade de Le Grand Bornand. Elas incluem uma subida pesada de Montee du plateau de Glieres.

O terceiro dia de escalada alpina começa com o Col de la Madeleine, depois Croix de Fer (Cruz de Ferro) e termina com uma subida do L'Alpe d'Huez: três dos mais conhecidos trajetos do Tour.
Dumoulin não está no mesmo nível de Froome como um alpinista, mas pode não ser tão fácil para Froome. Conseguir se manter próximo de Froome até os Pirinéus será crucial para as pretensões do holandês. Os três dias difíceis de escalada nos Pirenéus começam com a Etapa 16 em 24 de julho. Uma puxada rota de 217 km de Carcassone para Bagneres-de-Luchon que segue a um segundo dia de descanso.

O percurso da etapa 17 é curto, mas cruel. Contando com 64 km, serão três subidas consecutivas, terminando com um ataque ao Col de Portet. O estágio 18 é relativamente plano, mas o terceiro e último dia de escalada no estágio 19, no dia seguinte, tem quatro subidas e depois termina com uma descida potencialmente traiçoeira de 20 km que testará a concentração dos ciclistas já cansados.

O Tour, com suas 21 etapas, termina com a habitual prova de domingo na Champs-Elysees.

Foto: Getty Images


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes