Definição no Polo Aquático: Itália e Espanha reeditam final do último Mundial em Budapeste, confira destaques do dia

Time espanhol derrota Croácia com propriedade no Mundial (Foto: Divulgação/FINA)

O Mundial de Esportes Aquáticos, em Budapeste, chegou ao 15º dia de competições, nesta sexta (1), com o único ouro indo pra China e reedição da última final no Polo masculino. O Surto traz um resumo dos destaques desta competição multiesportiva que tem gostinho de Jogos Olímpicos:

Polo Aquático

Hoje conhecemos as equipes finalistas no torneio masculino do Polo Aquático no Mundial de Esportes Aquáticos:

A Itália se credenciou a conquistar o bicampeonato seguido no Mundial. O time venceu a equipe vice-campeã olímpica em Tóquio 2020, a Grécia, por 11 a 10. Esta será a sétima vez que a esquadra italiana chega à decisão, com quatro títulos conquistados.

Destaque para atuação de Vincenzo Dolce com três gols marcados na partida, que começou com boa vantagem de dois pontos para os italianos. Os gregos chegaram a vencer o segundo quarto, por um gol de diferença, mas seus adversários conseguiram manter o equilíbrio até o final. Faltando um segundo para o fim, Genidounias quase conseguiu o empate, mas desperdiçou seu arremesso.

Na segunda semifinal, a expectativa era de um confronto de placar apertado, mas a Espanha não tomou conhecimento da Croácia e venceu por 10 a 5, chegando também à sua sétima final na competição, com dois títulos conquistados.

O jogo começou equilibrado, mas no segundo quarto os espanhóis conseguiram abrir dois gols de vantagem. Vantagem essa que foi ampliada no quarto quarto para cinco gols. O destaque da partida foi Alvaro Granados, que anotou 4 gols.

Com isso, o torneio masculino do Mundial de Budapeste reeditam a decisão de Gwangju 2019, quando os italianos levaram o ouro com o placar de 10 a 5. A final será disputada no domingo (3), assim como a disputa do bronze entre Grécia e Croácia.

Saltos Ornamentais

Após 10 provas disputadas, a China manteve 100% de aproveitamento em ouros nos Saltos Ornamentais. Nesta sexta (1), coube a Yu Duan e Qian Ren levarem o título da plataforma de 10m sincronizada mista, com 341.16. A prata ficou com Sofiia Lyskun e Oleksii Sereda, da Ucrânia, com 317.01 pontos e o bronze foi de Delaney Schenell e Carson Tyler, dos Estados Unidos, com 315.90.

Ingrid Oliveria e Kawan Pereira chegaram a aparecer na listagem da prova na quinta (30), mas não competiram.

Luana Lira para na semifinal em prova olímpica dos Saltos Ornamentais no Mundial

Quadro de Medalhas

Após 15 dias de disputas, a China conquistou a única medalha de ouro em disputa nos Saltos Ornamentais e diminuiu sua distância para os estadunidenses. Há ainda cinco medalhas em jogo no Mundial, com três provas nos Saltos e as finais no Polo Aquático (uma delas com a presença dos Estados Unidos), o que significa uma briga medalha a medalha pela vitória no quadro geral: 

1º Estados Unidos - 17 ouros, 14 pratas e 17 bronzes (48)

2º China - 15 ouros, 2 pratas e 6 bronzes (23)

3º Itália - 9 ouros, 6 pratas e 6 bronzes (21)

4º Austrália - 6 ouros, 9 pratas e 3 bronzes (18)

5º Canadá - 3 ouros, 4 pratas e 6 bronzes (13)

11º Brasil - 2 ouros, 1 prata e 2 bronzes (5)

Próximos passos

Nesta sábado (2), chegamos ao penúltimo dia de disputas em Budapeste. Além da final do trampolim de 3m feminino, é dia de conhecer a campeã mundial do Polo Aquático. Vamos à programação:

Saltos Ornamentais

Valendo Medalha

Trampolim de 3m (F)

Eliminatórias

Plataforma de 10m (M) - Kawan Pereira e Isaac Souza

Polo Aquático

Torneio Feminino

Disputa do bronze

Itália x Países Baixos

Final

Estados Unidos x Hungria

Postar um comentário

To Top