Cubana deserda equipe do país que vai disputar o Mundial de Atletismo; Sul-africanos com problemas de vistos


Antes do Mundial de Atletismo começar, já temos o primeiro caso de deserção entre atletas que estão nos EUA para competir no evento e foi a lançadora de dardo cubana Yieselena Ballar.

A atleta, de 19 anos, fazia parte da delegação da equipe de Cuba que vai disputar o Mundial em Eugene (USA) e quando fizeram conexão em Miami (USA), a lançadora desapareceu.

Ballar foi convidada de última hora pela World Athletics, foi medalha de bronze no Mundial sub-21 e medalha de prata no Pan-Americano Junior de 2021, realizado em Cali.

Entre os principais nomes de Cuba que estarão no mundial estão a campeã mundial no lançamento de disco Yaimé Perez, o campeão mundial no salto triplo Lazaro Martinez e o medalhista olímpico no salto em distância Maykel Massó.

O Mundial começa na sexta-feira (15).

Sul-africanos com problemas de visto para entrar nos EUA


Diversos atletas da África do Sul estão presos na Itália por não conseguirem visto de entrada nos Estados Unidos para disputar o Mundial.

Henricho Bruintjies (Revezamento 4x100m masculino), Sinesipho Dambile (200m masculino), Miranda Coetzee (400m feminino), Clarence Munyai (200m masculino), Carina Horn (100m feminino), Sokwakhana Zazini (400m com barreiras masculino), Zakithi Nene (400m masculino), Luxolo Adams (200m masculino) e Taylon Bieldt (400m com barreiras feminino) são os atletas que estão sem poder ir para os Estados Unidos e não puderam embarcar para no voo que ia levar eles.

O principal problema foi a não realização das entrevistas para a obtenção do visto de entrada.

O presidente da Athletics South Africa, James Moloi, disse que vai tentar junto ao ministro do esporte do país, Nathi Mthethwa, resolver o problema.

Foto: Lilian Cid

Postar um comentário

To Top