Sophia Kelmer garante medalha no Aberto de Tênis de Mesa Paralímpico da República Tcheca


Dos dez brasileiros que entraram em ação no Aberto de Tênis de Mesa Paralímpico da República Tcheca na quinta-feira (23), Sophia Kelmer foi quem chegou mais longe na competição individual e já assegurou, no mínimo, a medalha de bronze. Disputando a Classe 8, a atleta paralímpica do Fluminense volta à ação nesta sexta-feira, já pela semifinal da competição fator 20 que acontece em Ostrava, a terceira maior cidade tcheca.

Na fase de grupos, Sophia venceu inicialmente a dinamarquesa Freja Larsen em sets diretos, com parciais de 11/6, 11/8 e 11/6. Também por 3 a 0, a brazuca passou pela polonesa Magdalena Pawlasek (11/6, 11/2 e 11/8). Com a primeira colocação assegurada, avançou por bye às semifinais, fase em que terá pela frente a mesa-tenista Suwarti Suwarti, da Indonésia.

Esse até poderia ser um duelo entre brasileiras, mas Suwarti superou a Lethicia Lacerda em sets diretos nas quartas de finais, com parciais de 11/6, 11/2 e 11/3. Antes, no grupo, a goiana começou com derrota por 3 sets a 0 para a japonesa Yuri Tomono (8/11, 8/11 e 2/11). Mas reagiu e a vitória sobre a grega Maria Kaipi, também por 3 sets a 0 (11/6, 11/8 e 11/9), a classificou para a etapa eliminatória.

Na competição masculina, Lucas Arabian foi o mesa-tenista que chegou mais longe. Avançou até as quartas de finais, quando o sueco Isak Nyholm cruzou o seu caminho e por 3 sets a 1 eliminou o brasileiro da disputa por medalhas (4/11, 11/8, 10/12 e 8/11). Na fase preliminar, disputando Grupo 3, Arabian somou três vitórias: 3 a 0 no sérvio Nemamja Curic (13/11, 11/6 e 11/9), 3 a 2 sobre o japonês Kentaro Doi (11/9, 10/12, 8/11, 11/6 e 11/6) e 3 a 0 em cima do checo Milos Tesar (11/5, 11/4 e 11/4).

Na Classe 2, o medalhista paralímpico Guilherme Costa parou nas oitavas de finais. Foi superado pelo checo Jiri Suchanek por 3 sets a 2, com parciais de 11/13, 13/11, 6/11, 11/8 e 7/11. Anteriormente, pelo Grupo 5, Costa se classificou na segunda colocação vencendo por 3 sets a 0 o austríaco Hans Ruep (11/6, 11/2 e 11/9) e o israelense Chen Baruch (11/8, 11/5 e 11/3), sofrendo uma derrota por 3 a 2 para o espanhol Miguel Toledo (7/11, 14/12, 9/11, 11/6 e 5/11).

Lucas Carvalho também chegou às oitavas da Classe 9. Pela fase de grupos, começou sendo derrotado pelo ucraniano Lev Kats, por 3 sets a 0 (9/11, 10/12 e 10/12). Reagiu com as vitórias em cima do armênio Hmayak Avetisyan (11/1, 11/7 e 11/5) e do checo David Pulpan (11/4, 11/6, 5/11 e 11/7), avançando na disputa. Mas acabou superado pelo francês Lucas Didier em sets diretos na primeira etapa eliminatória (11/7, 11/6 e 11/8).

Cinco mesa-tenistas do Brasil não conseguiram avançar da fase de grupos. Quem chegou mais perto do feito foi Carlos Eduardo Moraes, na Classe 5, que venceu dois dos três jogos realizados. Houve um tríplice empate na primeira colocação, com o brasileiro terminando em terceiro após a aplicação dos critérios de desempate.

Na Classe 2, o medalhista paralímpico Iranildo Espíndola foi o terceiro colocado em seu grupo, somando uma vitória e duas derrotas. Desempenho idêntico aos de Paulo Henrique Fonseca, na Classe 7, e de Gabriel Antunes, na Classe 10. Na competição feminina, Evellyn Santos não avançou na Classe 11. Sofreu três derrotas no Grupo 2, todas por 3 sets a 1. Foi superada pela checa Denisa Macurova (6/11, 8/11, 11/8 e 8/11), pela francesa Magali Rousset (11/13, 11/9, 11/13 e 6/11) e pela turca Ebru Acer (2/11, 6/11, 12/10 e 10/12).

O ITTF Czech Para Open 2022 (Aberto Paralímpico da República Tcheca) prossegue nesta sexta-feira (24), com as finais das competições individuais e Sophia Kelmer em ação. Na sequência, terá início os torneios de duplas masculinas, femininas e mistas, quando Sophia e os demais brazucas retornam às mesas atrás de medalhas.

Foto: FOTOJUMP/CBTM

Postar um comentário

To Top