Diante da torcida brasileira, seleção masculina de vôlei encara os primeiros desafios da temporada


Será em Brasília, diante da torcida verde e amarela, que a seleção masculina dará os primeiros passos de uma temporada de desafios. Dois amistosos contra o Japão e a primeira etapa da Liga das Nações marcam o início de uma jornada que tem destino marcado: os Jogos Olímpicos de Paris 2024. Um ciclo olímpico mais curto, que inclui, ainda este ano, a disputa do Campeonato Mundial, em agosto.

“Iniciar a temporada em casa é muito bom. Ganhamos tempo sem precisar fazer longas viagens, temos menos desgastes. Cada dia, cada treino conta. O trabalho está ainda no início e é importante ter o apoio da torcida. Sabemos que, depois de Brasília, viajaremos e não voltaremos a jogar aqui no país”, explica o técnico Renan Dal Zotto.

O Brasil enfrenta o Japão na quinta-feira (2.6), às 21h30, e no domingo (5.6), às 10h, no ginásio do Sesi, em Taguatinga. Na semana seguinte, entre os dias 7 e 12, o ginásio Nilson Nelson recebe a primeira etapa da Liga das Nações. A preparação da seleção inclui seis semanas de treinamento no Centro da CBV, em Saquarema.

“Em Saquarema, tivemos a oportunidade de trabalhar por mais de um mês, principalmente com os jogadores mais jovens. Sabemos que é um momento de transição, não só da equipe do Brasil, mas de diversas seleções do mundo. Cada jogo conta, e esses dois amistosos contra o Japão serão fundamentais para nossas análises. Em seguida, vem a Liga das Nações, que antecede o Mundial, principal objetivo da temporada. Este ciclo olímpico será mais curto, não temos tempo a perder”, diz Renan. “Estamos felizes com a postura e a dedicação dos atletas deste grupo, todos com brilho nos olhos, querendo muito. São fatores fundamentais para um futuro promissor”.

Foto: FIVB/Divulgação

Postar um comentário

To Top