Campeã olímpica Rebeca Andrade brilha na abertura do Troféu Brasil de Ginástica Artística


No primeiro evento nacional da ginástica artística com o retorno do público, todos os olhos procuravam pela campeã olímpica Rebeca Andrade. A atleta foi um dos destaques do primeiro dia de Troféu Brasil de Ginástica Artística, que segue até domingo, dia 22, em Porto Alegre (RS).

Vice-campeã mundial nas barras assimétricas, Rebeca se classificou para a final do aparelho com a maior nota dentre as participantes: 14.667. A atleta, que está em início de temporada, está competindo no Troféu Brasil apenas nas barras assimétricas e na trave. Jade Barbosa ficou na segunda posição, com 12.933.

Rebeca não competiu no salto. Nesse aparelho, Andreza de Lima classificou-se em primeiro lugar (12.850). Olhando-se a performance dos clubes, destaque para o Fluminense, que emplacou três finalistas nesse aparelho: Beatriz dos Santos (12.666), Yasmin Ribeiro (12.366) e Maria Rita dos Santos (12.116).

Ainda nesta quinta-feira, primeiro dia de competições eliminatórias, outros grandes atletas entraram em ação. É o caso de Arthur Zanetti, que voltou a competir no solo após três anos. Ainda em recuperação de uma lesão no ombro, o campeão olímpico das argolas não se inscreveu em sua maior especialidade. Mostrando uma boa série, mas com algumas falhas, Zanetti conseguiu se classificar na oitava colocação, com a nota 13.000. Quem dominou o aparelho foi João Vieira, que executou praticamente com perfeição uma série com alto nível de dificuldade e obteve a nota mais alta (13.850).

Nas argolas, Caio Souza brilhou, e se classificou em primeiro lugar (13.550). O generalista se inscreveu em todos os seis aparelhos e obteve vagas nas semifinais em todos os que competiu no primeiro dia (além das argolas, o atleta do Minas Tênis também avançou no cavalo com alças, mesmo com uma queda que lhe custou um ponto – nesse aparelho, obteve a segunda melhor nota ,13.000, e no solo.

Outro destaque na competição foi Diogo Soares. O jovem atleta, que foi finalista no individual geral nos Jogos Olímpicos de Tóquio, conseguiu se classificar em terceiro lugar no cavalo (12.850) e em quinto no solo (13.400).

Foto: Divulgação/CBG


Postar um comentário

To Top