Treinador da equipe olímpica e paralímpica de caiaque está entre vítimas de atentado terrorista em Tel Aviv



O ex-atleta da canoagem de velocidade e treinador da equipe olímpica e paralímpica de Israel de caiaque, Barak Lufan, foi declarado nesta sexta (8), como uma das vítimas do atirador que abriu fogo na Dizengoff Street, no centro de Tel Aviv.


O atentado, que ocorreu na noite de quinta-feira em Israel, tem até a publicação dessa reportagem, três mortos e 13 feridos. 


Lufan deixa a sua mulher e três filhos. Ele ainda representou o seu país nos Jogos Olímpicos de Pequim-2008 e Londres-2012. Seu melhor resultado na carreira foi uma medalha de bronze no Campeonato Europeu em 2006.


Como treinador, ele preparou a atleta paralímpica Pascal Berkovich, que chegou a final do KL2 200m nos Jogos Paralímpicos Rio-2016.


Ele morava em Givat Shmuel e foi para o hospital ainda na quinta após ser ferido pelo atirador, mas não resistiu aos ferimentos.


"Nosso querido Barak, neto dos fundadores do Kibutz Ginosar, marido e pai exemplar, atleta de fibra, membro da equipe olímpica de canoagem e educador da futura geração no campo, nos deixou prematuramente", disse a sua família em comunicado.


Em nota divulgada nas suas redes sociais, o Comitê Olímpico Israelense lamentou a perda de um de seus treinadores e ressaltou o seu talento no esporte. 


O atentado atingiu um dos corações de Tel Aviv. Durante toda a sexta-feira, centenas de habitantes da cidade deixaram velas no local, em homenagem às vitimas. O atirador foi capturado e morto. 


Foto: Cortesia



Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top