World Sailing coloca retorno do iatismo paralímpico aos Jogos de Los Angeles como prioridade número um


De acordo com o presidente-executivo da World Sailing, David Graham, uma das principais missões da entidade nos próximos anos é recuperar o lugar do iatismo paralímpico para Los Angeles 2028.

A modalidade saiu do programa de competições após o Rio 2016 e de acordo com Graham, a World Sailling está investindo para que o esporte retorne ao programa paraolímpico.

A entidade confirmou que planeja apresentar uma plano para readmissão do esporte ao Comitê Paralímpico Internacional (IPC) no dia 4 de julho.

“Nós estávamos obviamente perturbados quando saímos das Paralímpiadas e estou falando em nome da comunidade global da vela”, disse Graham ao site Insidethegames.

“Temos uma equipe em tempo integral trabalhando na licitação”.

“Estamos lendo as orientações do IPC com muita atenção e nosso comitê está super ativo”.

“É a prioridade número um para nós agora”.

A modalidade teve cinco participações de forma sucessivas de Sydney 2000 a Rio 2016, perdendo seu lugar em Tóquio 2020.

Houve uma tentativa da World Sailing para retorna para edição de Paris 2024, porém não obteve sucesso.

O plano do comitê que está à frente do assunto pretende aumentar o número de praticantes em até 30 por cento e aumentar a participação feminina na modalidade em 30 por cento também.

“Estamos investindo no esporte há algum tempo e a participação estava indo na direção certa”, disse Graham.

“O Covid atingiu nossos planos, mas estamos de volta à estrada com isso”.

A World Sailing lançou seu Programa de Desenvolvimento Paralímpico 2022 este mês com seu primeiro evento realizado em Omã.

Existem a previsão de mais uma competição em junho, nos Estados Unidos, e Cingapura em julho. Juntamente com outras paradas na Itália e na África do Sul, antes do Campeonato Mundial de Vela Paralímpica, programada para acontecer em Hiroshima, Japão, em outubro.

Foto: World Sailing

Postar um comentário

To Top