Duplas brasileiras são eliminadas no WTT Grand Smash


O domingo (13) foi de participação brasileira nos torneios de duplas do WTT Grand Smash, em Singapura, porém não foi um dia feliz para os representantes do Brasil. Nas oitavas de final das mistas, a parceria Bruna Takahashi/Vitor Ishiy (15ª colocada no ranking mundial) acabou se despedindo diante de Manika Batra/Sathiyan Gnanasekaran (10ª), da Índia, enquanto Eric Jouti e Ishiy (42ª) caíram em confronto contra Robert Gardos/ Daniel Habesohn (20ª), da Áustria na fase de 32 das disputas masculinas. Em ambos os confrontos, os nossos atletas foram batidos por 3 sets a 1.

No embate entre Brasil e Índia pelas oitavas das mistas, a primeira parcial teve um início equilibrado, mas, a partir do quinto ponto, os brasileiros se desgarraram no placar, mostrando uma boa sincronia entre si. Com a desvantagem de 8 a 3, a dupla indiana ainda ensaiou uma reação, mas não obteve sucesso em buscar a virada. Triunfo de 11 a 8 para o combinado verde e amarelo.

Os adversários de Bruna e Ishiy melhoraram na segunda parcial, segurando uma frente de dois pontos durante boa parcela da primeira metade do set. O panorama seguiu o mesmo até a parada para uso da toalha quando o marcador estava 7 a 5 para os indianos, que alargaram a dianteira. Os asiáticos chegaram ao set point no 10 a 5, que foi salvo em três ocasiões pelos brasileiros, porém, o game foi fechado em 11 a 8 para os atletas da Índia.

No terceiro set, a parceria do Brasil largou atrás do placar. Primeiro, a distância para os adversários ficou controlada em dois pontos de diferença. Depois, os indianos se impuseram e não pararam de marcar, o que acarretou a derrota brasileira na parcial por 11 a 3. Era a virada adversária no confronto.

Com um começo cheio de erros por parte do combinado do Brasil no quarto set, o treinador do Brasil, Francisco Arado (Paco), solicitou tempo com o placar em 3 a 0 para os oponentes. Porém, não houve reação do Brasil, Manika e Gnanasekaran não deram chances aos brasileiros, que foram superados por 11 a 1 na parcial. Estava encerrada a participação de Bruna e Ishiy nas duplas mistas com a derrota de 3 sets a 1.

O mesmo placar foi visto no confronto válido pela fase de 32 das duplas masculinas. No embate entre Jouti/Ishiy diante de Robert Gardos/Daniel Habesohn, a parceria austríaca já teve a primeira parcial a seu favor, mas que foi conquistada com muito custo: 14 a 12.

Para o set seguinte, os brasileiros, que não levaram o primeiro por pouco, fizeram uma boa exibição e tiveram êxito em saírem vitoriosos: 11 a 9 no marcador. Porém, o equilíbrio não foi mais visto nas duas parciais seguintes. O combinado da Áustria dominou o restante do confronto e terminou com dois triunfos, 11 a 5 e 11 a 6.

A única representante do Brasil ainda viva no WTT Grand Smash é Bruna Takahashi (32ª colocada no ranking mundial) no torneio individual feminino. Ela, que passou pela sul-coreana Yang Haeun na fase de 64, encara a número 12 do mundo, Cheng I-Ching, de Taipei, em duelo que vale uma vaga nas oitavas de final. A partida está marcada para esta segunda-feira (14), às 3h (de Brasília).

Foto: WTT

Postar um comentário

To Top