Brasil termina Grand Slam de Baku de judô sem medalhas - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

 

O judô brasileiro encerrou sua campanha no Grand Slam de Baku, no Azerbaijão, sem medalhas. Neste domingo (7), seis atletas do Brasil entraram no tatame, com três deles terminando em quinto lugar.

Thiago Palmini, da categoria acima de 100kg, sai de Baku com duas vitória e duas derrotas. O brasileiro venceu seu primeiro combate nas oitavas de final, após conseguiur um waza-ari contra Huseyn Mammedov do Azerbaijão. Nas quartas, perdeu para Temur Rakhimov por Hansoku-make (três shidos). Na repescagem, Thiago venceu Daniel Allesrtorfer da Áustria por waza-ari, chegando à disputa do bronze. Na decisão, o brasileiro não fez uma boa luta contra Tsetsengel Odkhuu da Mongólia, tomando dois shidos no primeiro minuto do combate e depois sofreu um waza-ari.

Na categoria acima de 78kg, Sibila Faccholli venceu a lituana Snadra Jablonskyte nas quartas de final por um waza-ari. Na semifinal, derrota para a mongol Adiyasuren Amarsaikhan que conseguiu projetar a brasileira, conseguindo um waza-ari no golden score. Na luta do bronze, Sibila tomou três shidos e acabou perdendo para a croata Ivana Maranic.

André Humberto, da categoria até 100 kg, fez um bom início de campanha, vencendo suas duas primeiras lutas (contra Gonchigsuren Batkhuyag da Mongólia e Zlatko Kumric da Croácia) para chegar na semifinal. Na semi, o brasileiro perdeu para o canadense Shady Elnahas que conseguiu um waza-ari e um ippon para vencer o combate. Na disputa do bronze, André foi superado pelo japonês Iida Kentaro que derrubou o brasileiro conseguindo um ippon.

William Júnior (-100kg) perdeu na estreia para Mikheil Japaridze da Geórgia. O georgiano conseguiu um waza-ari e um minuto depois projetou o brasileiro recebendo um ippon. Os brasileiros da categoria até 90kg também foram eliminados na primeira luta. Giovanni Ferreira foi imobilizado pelo japonês Tajima Goki. Igor Morishigue perdeu para o russo Alikhan Tcechoev após receber três shidos.

Foto de capa: Reprodução/Twitter/CBJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário