Resumão Tóquio 2020 - Dia 13 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Resumão Tóquio 2020 - Dia 13

Compartilhe

     






O destaque do Brasil no atletismo nessa quinta foi Darlan Romani, que fez uma boa participação no arremesso de peso, mas assim como no último mundial, ele chegou na quarta posição por conta do alto nível técnico do pódio formado por Thomas Walsh (NZL), Joe Kovacs (USA) e Ryan Crouser (USA), bronze, prata e ouro respectivamente. Crouser ainda bateu o recorde olímpico e ficou a 7 centímetros do recorde mundial, que também é dele.  Ja os revezamentos 4x100m do Brasil decepcionaram e ficaram de fora da final tanto no masculino quanto no feminino e Felipe dos Santos ficou em décimo oitavo lugar no decatlo. 

Nos outros ouros do dia, tivemos Pedro Pichardo (POR) levando ouro no salto triplo; Nos 100m com barreiras, Hansle Parchment (JAM) foi o vencedor; A estadunidense Katie Nageotte conquistou a medalha de ouro da prova feminina do salto com vara;  Massimo Stano (ITA) conquistou a medalha de ouro na prova da marcha atlética 20km; Steven Gardiner  a primeira medalha de Bahamas nos Jogos Olímpicos de Tóquio, ao faturar o ouro na prova masculina dos 400 metros rasos.

Já nas provas de resistências, Nafissatou Thiam (BEL) venceu o heptatlo e se sagrou bicampeã olímpica e Damian Warnert (CAN) levou o decatlo. 




Estados Unidos e França farão a grande final do basquete masculino. Os estadunidenses venceram a Austrália por 97 a 78 - destaque para 23 pontos de Kevin Durant e 20 Devin Booker - enquanto os franceses venceram a Eslovênia em um jogo emocionante por 90 a 89, com direito a um toco de Nicolas Batum no último segundo. Nando de colo com 25 pontos e Evan Fournier com 23, foram os destaques franceses. Luka Doncic fez um triplo-duplo com 16 pontos, 18 assistências e 10 rebotes, mas não foi o suficiente para a vitória.  



Os Estados Unidos venceram a Coreia do Sul por 7 a 2 e irão disputar o ouro do torneio olímpico de beisebol, em Yokohama. Os coreanos vão enfrentar a República Dominicana pelo bronze.



Bia Ferreira e Hebert Conceição venceram seus adversários na semifinal e se garantiram na final dos 60kg e 75kg, respectivamente. É a primeira que o Brasil chega a duas decisões no boxe em uma  mesma edição de olimpíada. Na final do dia, o russo Albert Batyrgaziev derrotou o norte-americano Duke Ragan e levou o ouro na categoria até 57kg.
 

Lisa Carrington (NZL) vem confirmando o favoritismo, ganhando seu terceiro ouro em Tóquio, desta vez no K1 500m.  Aos 32 anos, ela agora tem seis medalhas olímpicas, sendo cinco delas de ouro. Nas outras provas do dia, os vencedores foram o húngaro Sandor Totka no K1-200m, os australianos Jean van der Westhuyzen/Thomas Green no K2-100m masculino e  Nevin Harrison (USA) venceu o C1 200m feminino



Saíram os primeiros campeões olímpicos do caratê. No Kata (luta 'virtual'), Sandra Sanchez (ESP) levou o ouro; No  Kumite (combate), Steven da Costa (FRA) foi ouro na categoria até 67kg e  Ivet Goranova (BUL) foi ouro na categoria até 55kg



Matthew Walls (GBR) levou o ouro no Omnium masculino, o primeiro da Grã Bretanha na prova.  Campbell Stewart, da Nova Zelândia foi o medalhista de prata e Elia Viviani da Ítalia foi bronze. 



Alberto Gines Lopez (ESP) entrou para história como o primeiro campeão olímpico da escalada esportiva.  A prata foi para Nathanael Coleman (USA) e o bronze ficou com Jakob Schubert (AUT). 



Em uma partida com muitos gols os Estados Unidos conquistaram o bronze no futebol feminino após derrotar a Austrália por 4 a 3 em Kashima. Rapinoe foi um dos destaque com dois gols, um deles olímpico.  Essa foi a partida de Alex Morgan, que anunciou sua aposentadoria dos gramados

 
Nelly Korda (USA) assumiu a liderança do golfe feminino após a disputa da segunda rodada com Nanna Madsen (DEN), Adithi Ashok (IND) e Emily Kristine Pedersen (DEN) estão empatadas na segunda colocação. 




França e Dinamarca vão reeditar a final da rio 2016. Os franceses venceram o Egito por 27 a 23 e vão buscar a revanche contra a Dinamarca, que venceu a Espanha por 27 a 23 e vai buscar o bi olímpico.



A Bélgica conquistou o ouro no hóquei na grama masculino, em um final dramático nos shotouts contra a Austrália após empate por 1 a 1 no tempo normal.  Já Índia, quebrou um jejum de 41 anos e voltou ao pódio no hóquei na grama, após vencer a Alemanha por 5 a 4 e ficou com o bronze. 



O alemão Florian Wellbrock não deu chances aos rivais e conquistou a medalha de ouro da prova masculina da maratona aquática dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Ele cruzou a linha de chegada com 25 segundos de vantagem sobre o húngaro Kristof Rasovszky, que ficou com a prata, e 27 segundos à frente do italiano Gregorio Paltrinieri, que faturou o bronze.



Ieda Guimarães competiu no ranking round do Pentatlo moderno feminino e  encerrou o primeiro dia de disputas na 30ª colocação geral, com 184 pontos, 90 atrás da alemã Annika Schleu, que lidera. A competição continua nessa sexta (6), com a rodada bônus da esgrima, mais as provas de natação, hipismo e laser run (corrida mais tiro).

 

Estados Unidos e Espanha vão fazer a final do polo aquático feminino. As estadunidenses venceram o Comitê Olímpico Russo por 15-11 enquanto as espanholas derrotaram a Hungria por 8-6.  Russas e húngaras vão disputar o bronze. 



Quan Hongchan foi perfeita na final da plataforma de 10m feminina. A chinesa de apenas 14 anos tirou 24 notas 10.0 na competição, incluindo notas máximas de todos os jurados em dois de seus saltos. Quan ficou com o ouro, enquanto sua compatriota Chen Yuxi levou a prata. Bronze para Melisa Wu da Austrália


O Brasil esteve em mais um pódio no skate olímpico. Agora foi a vez de Pedro Barros, prata no Park masculino. O ouro ficou com o australiano Keegan Palmer (AUS) e o bronze com Cory Juneau (USA). Também presentes na final, Luiz Francisco foi o quarto colocado e Pedro Quintas foi o oitavo. 

O skate encerra sua participação com o Brasil conquistando 3 pratas - Kelvin Hoefler e Rayssa Leal no street e Pedro Barros no park. 



A China conquistou o título das equipes femininas do torneio olímpico de tênis de mesa em Tóquio, ao vencer o Japão por 3 a 0. Desde Pequim que a equipe chinesa não é derrotada nessa competição. Na disputa do bronze, Hong Kong bateu a Alemanha pelo placar de 3-1. 




Comitê Olímpico Russo e França farão a grande final do vôlei masculino. Enquanto os russos despacharam o Brasil por 3 sets a 1, os franceses venceram fácil os argentinos por 3 sets a 0. Sobrou para os brasileiros - que desde Atenas 2004 marcavam presença em finais olímpicas - disputar o bronze com a Argentina. 



Definidas as finais do vôlei de praia. No feminino, Ross/Klinemann (USA) venceram as suíças Verge-Depre e Heidrich por 2 sets a 0, parciais de 21-12 e 21-11, e vão enfrentar  Artacho del Solar e Clancy (AUS) bateram as letãs Graudina e Kravcenoka também por 2 sets a 0, parciais de 23-21 e 21-13.

Entre os homens, Mol/Sorum (NOR) foram para final após vencer Plavins/Tocs (LAT) por 2 sets a 0 - 21/15 e 21/16 - e vão enfrentar Krasilnikov/Stoyanovskiy (ROC), que derrotaram Ahmed/Cherif (QAT) também por 2 sets a 0 - 21/19 e 21/17 . 



Na categoria até 86kg da luta livre, David Morris Taylor III (USA) foi ouro e San Marino conquistou sua terceira medalha olímpica em Tóquio, com o bronze de Myles Amine.  Pela categoria 57kg da luta livre, o ouro foi para Zavur Uguev (ROC) e  na 57kg feminina, Kawai Risaki (JPN) foi a campeã olímpica.


Confira o quadro de medalhas após 13 dias de competições. 






Nenhum comentário:

Postar um comentário