Brasil terá mais três atletas no torneio paralímpico de tênis de mesa em Tóquio - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Brasil terá mais três atletas no torneio paralímpico de tênis de mesa em Tóquio

Compartilhe



O tênis de mesa brasileiro terá mais três atletas nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. No início da tarde deste sábado (26), a Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF) confirmou a lista de convites para o torneio no Japão, com as presenças de David Freitas (classe M3), Marliane Santos (F3) e Millena França (F7).

Ao todo, a modalidade conseguiu 14 vagas nos Jogos Paralímpicos, que começam em agosto. Os primeiros classificados foram os vencedores individuais dos Jogos Parapan-Americanos, em Lima: Carlos Carbinatti (M10), Danielle Rauen (F9), Joyce Oliveira (F4), Luiz Filipe Manara (M8) e Paulo Salmin (M7). Posteriormente, mais cinco atletas conquistaram as vagas pelo ranking mundial: Bruna Alexandre (F10), Cátia Oliveira (F2), Israel Stroh (M7), Lethícia Lacerda (F8) e Welder Knaf (M3). Jennyfer Parinos (F9), por sua vez, ganhou a vaga na Seletiva Mundial, no início deste mês, na Eslovênia.

Millena França é um dos jovens talentos do tênis de mesa paralímpico. Aos 24 anos, disputará a sua primeira Paralimpíada e ocupa a 12ª colocação no ranking mundial da classe 7, sendo a terceira melhor atleta das Américas. “Estou extremamente feliz pela confirmação da minha vaga, estou realizando um sonho”, disse a atleta goiana.

Marliane Santos é outra estreante nos Jogos. Mineira de Comercinho, ela está em 23° no ranking da classe 3 e conquistou a medalha de prata individual e ouro por equipes no Parapan de Lima.

“Estou vivendo um momento muito feliz na minha carreira. Confesso que estava muito ansiosa essas duas semanas, mas tinha em mente que, independentemente do resultado que saísse hoje, eu ia continuar firme e me dedicando ao máximo. Estou muito feliz em saber que irei participar da Paralimpíada. Estar lá, representando o Brasil, é tudo que sempre quis. Agora é focar cada vez mais nos treinamentos e batalhar para a melhor performance”, explicou Marliane.

O mais experiente dos três é o cearense David Freitas. Tem 43 anos, disputou os Jogos do Rio-2016 e já ganhou três medalhas de ouro e duas pratas em Parapans.

“Estou muito realizado na minha vida. Em tudo que eu fiz na minha vida, dei o meu melhor. Tudo na vida precisa ser difícil para darmos valor e percebermos a importância desta competição. Receber essa ligação me deixou muito feliz. Agora é Tóquio, foco total”, comemorou David.

Treinos em São Paulo

A partir da próxima segunda-feira (28), os atletas que vão disputar os Jogos Paralímpicos de Tóquio realizam mais um período de treinos intensivos durante uma semana, no CT Paralímpico Brasileiro, em São Paulo. Este será o terceiro período programado pela comissão técnica nesta temporada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário