31 cidades japonesas desistem de receber atletas estrangeiros em preparação para a Olimpíada - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

31 cidades japonesas desistem de receber atletas estrangeiros em preparação para a Olimpíada

Compartilhe


Cerca de 31 municípios japoneses cancelaram acordos para ser cidade-sede dos programas de aclimatação olímpica, que têm como objetivo realizar campings de treinamentos e auxiliar na preparação dos atletas estrangeiros para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio. O motivo é a insegurança gerada pela Covid-19, que segue em alta no Japão. 


Uma das equipes mais tradicionais das Olimpíadas, o atletismo dos Estados Unidos foi um dos prejudicados pela desistência em massa. A delegação, que espera conter cerca de 120 atletas, faria sua preparação pré-olímpica em três cidades da prefeitura de Chiba a partir do início de julho. Agora, a situação está indefinida.


A equipe britânica de basquete em cadeira de rodas e o time olímpico russo de esgrima também tinham cronograma certo para se hospedar em Chiba, que fica no leste do Japão. Timor Leste, por sua vez, levaria sua delegação inteira a Ono City, um município localizado na prefeitura central de Fukui.


De acordo com a Kyodo News, o governo japonês está procurando alterativas para que a preparação das equipes estrangeiras não seja prejudicada. Segundo a agência, as despesas pelos custos de execução dos protocolos sanitários estão sendo cobertos pelo governo central, mas ainda assim munícipios menores estão tendo problemas para se ajustar.


Até o final de abril, 528 municípios haviam se registrado para receber atletas de 184 países, ainda de acordo com a Kyodo. Agora, 493 seguem com acordos firmados. O Brasil fará parte desse programa de aclimatação. Até o começo do ano, a delegação verde-amarela, que já conta com 221 atletas, tinha nove sedes disponíveis, em Hamamatsu, Saitama, Sagamihara, Ota, Chiba, Enoshima, Miyagase, Koto e Chuo. 


Foto de capa: Kiyoshi Ota/Bloomberg


Nenhum comentário:

Postar um comentário