Por conta de restrições em Porto Rico, Brasil fica fora do Campeonato Pan-Americano de Mountain Bike - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Por conta de restrições em Porto Rico, Brasil fica fora do Campeonato Pan-Americano de Mountain Bike

Compartilhe

O Brasil não estará presente no Campeonato Pan-Americano de ciclismo moutain bike, programado para ocorrer de 24 a 28 de março na cidade de Salinas, em Porto Rico. O motivo, segundo a Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) em um comunicado na última terça (16), são as restrições impostas pelo governo porto-riquenho para conter o avanço da Covid-19 que impedem a entrada de brasileiros no país.


"A Confederação Brasileira de Ciclismo vem, através deste comunicado informar que, em conformidade com a comissão técnica e os atletas envolvidos, devido às restrições de entrada de brasileiros em Porto Rico, consequência da evolução da atual pandemia do novo coronavírus, fica impossibilitada a participação brasileira no Campeonato Pan-Americano de Mountain Bike", dizia o comunicado.


Através da assessoria de comunicação, a CBC explicou ao Surto Olímpico que até daria para entrar na ilha caribenha, mas que a participação ficou sem possibilidade por conta da quarentena que os atletas teriam que cumpir. Além disso, como não há voos diretos do Brasil para Porto Rico, os brasileiros poderiam ter problema para retornar ao Brasil.


"Existe um sério risco de termos problemas no retorno ao Brasil, segundo orientação repassada pela embaixada dos Estados Unidos", relatava o email enviado pela Confederação.


O órgão que rege o ciclismo brasileiro completou destacando que mesmo assim tentou formas de fazer com que a seleção brasileira de MTB disputasse a competição, como solicitando uma flexibilização ao comitê organizador local e à Confederação Pan-Americana de Ciclismo (COPACI) e até mesmo uma mudança de data para o evento.


"Ainda sugerimos uma nova data para o evento, tendo em vista que o nosso atleta numero 1 do mundo estaria fora da competição e também não obtivemos sucesso. Então, o nosso departamento de alto rendimento conversou com todos os atletas, explicou as situações e riscos existentes e em comum acordo ficou decidido que a seleção não estaria participando da atual edição do Pan de MTB", ressaltou a CBC.


Surte + Petrópolis receberá etapa do Circuito Mundial de Moutain Bike em 2022


O atleta número 1 no qual a Confederação se refere é Henrique Avancini, que lidera o ranking da prova cross-country do MTB e é um dos favoritos ao ouro em Tóquio-2020. No feminino, o Brasil ocupa o 20º no ranking da nações, o que dá ao país a penúltima vaga. Hoje, a número 27 do mundo Raiza Goulão seria a classificada brasileira.


Com a boa colocação de Henrique, o Brasil ocupa a quarta posição no ranking das nações e teria direito a duas vagas na prova masculina se o ranking fechasse neste momento. Luiz Henrique Cocuzzi e Guilherme Muller lutam pela segunda vaga. 


Dados desta quinta-feira (18) mostram que o Brasil chegou a 287.499 mortos pela doença, o segundo maior número do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. Além disso, o país já registrou novas sepas e mutações do novo coronavírus, o que tem ligado o alerta de vários países no mundo.


Além do Porto Rico, atletas brasileiras já sofreram para entrar na Espanha e na Colômbia no mês passado. A seleção feminina de rugby, a seleção masculina de basquete e o próprio Henrique Avancini foram alguns dos atletas e seleções que foram comprometidos por conta de restrições de viagens ou de entrada. Nas redes sociais, Avancini lamentou ter que abdicar de mais um campeonato.


Surte + Confira o sistema qualificatório do ciclismo moutain bike



Foto em destaque: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário