Marrocos e Senegal garantem vagas em Tóquio na seletiva africana de canoagem slalom - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Marrocos e Senegal garantem vagas em Tóquio na seletiva africana de canoagem slalom

Compartilhe


As corredeiras de La Seu D'Urgell, na Espanha, receberam neste fim de semana a Copa dos Pirineus de Canoagem Slalom. O evento funcionou também como qualificatório da África para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Marrocos terminou com as vagas no K-1 masculino e no feminino, enquanto Senegal conquistou a cota continental do C-1 masculino. Nenhum país garantiu a vaga no C-1 feminino, e o lugar em Tóquio deve ser realocado.

A princípio, cinco países africanos estavam na disputa: Argélia, Marrocos, Maurício, Quênia e Senegal. No K-1 masculino, o marroquino Mathis Soudi surpreendeu e terminou a prova na vice-liderança, atrás apenas do russo Pavel Eigel. Na prova de caiaque feminino, a melhor africana foi a também marroquina Celia Jodar, que terminou em 19º lugar e deu a vaga a seu país.

Já na canoa masculina, o senegalês Jean Bourhis foi o sétimo colocado e garantiu o barco de seu país nos Jogos. Nenhuma vaga foi distribuída ao continente africano na canoa feminina. A tendência é que essa vaga seja realocada em breve.

É importante ressaltar que, na canoagem slalom, as vagas olímpicas conquistadas vão para o país, e não para o atleta. As federações nacionais podem indicar quais esportistas ocuparão as canoas e caiaques nos Jogos. O Brasil já conquistou vagas com Pedro "Pepê" Gonçalves no K-1 masculino e com Ana Sátila no C-1 feminino pelo Mundial de 2019.

Foto: Reprodução/ICF

Nenhum comentário:

Postar um comentário