Seleção olímpica de Futebol masculino definida para enfrentar a Coreia do Sul em amistoso no Egito - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Seleção olímpica de Futebol masculino definida para enfrentar a Coreia do Sul em amistoso no Egito

Compartilhe




Chegou a hora da Seleção Olímpica de futebol masculino entrar em campo após a paralisação do futebol por conta da pandemia de Covid-19. O local da reestreia é o Cairo, capital do Egito, e a Coreia do Sul será a adversária. 


O técnico André Jardine definiu na tarde de hoje o time que começa a partida deste sábado (14). O treinador armou a equipe com Phelipe Megiolaro, Emersonn, Lyanco, Gabriel Magalhães e Caio Henrique; Maycon, Wendel e Reinier; Rodrygo, David Neres e Matheus Cunha. 


"Os treinos até agora foram muito bons, os garotos muito motivados, ótimo ambiente. Vamos com um time muito forte e qualificado para esse jogo contra a Coreia, equipe também qualificada, campeã em seu continente. Vamos manter nosso estilo de jogo, como fazemos desde Toulon e como os atletas gostam de jogar: propondo o jogo, muito ofensividade, agressiva como gostamos de dizer, triangulações, tabelas e buscar o gol todo tempo", disse Jardine ao final da atividade. 


Na passagem pelo Egito, a seleção também enfrentará os anfitriões, que, assim como a Coreia do Sul, estão classificados para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2021. André Jardine convocou apenas atletas que jogam em clubes estrangeiros para esta Data-Fifa. A lista inicial anunciada, no entanto, sofreu algumas mudanças até a apresentação no Cairo. Lucas Paquetá e Bruno Guimarães foram chamados por Tite para suprir cortes da Seleção Principal. Pedrinho, Antony e Luiz Felipe foi substituídos por motivo de lesão. Já o lateral Ayrton Lucas foi diagnosticado com Covid-19 antes de embarcar para o Egito. Mauro Junior e Tetê foram convocados para os lugares dos meias Paquetá e Pedrinho. 


No Egito, André Jardine chamou o meio campista Gustavo Assunção, do Famalicão, de Portugal; o atacante Danilo Pereira, do F.C. Twente, da Holanda; e o zagueiro Murilo, do F.C Locomotiv, da Rússia. O trio completou o grupo entrando nas vagas de Antony, Luiz Felipe e Ayrton. A Seleção Olímpica está com 21 atletas para a disputa dos dois jogos no Cairo. 


O projeto olímpico começou em junho de 2019 quando André Jardine convocou grupo para a disputa do tradicional Torneio de Toulon, na França, no qual o Brasil foi campeão. De lá para cá, a equipe brasileira se reuniu durante as Datas-Fifa seguintes realizando jogos preparatórios até a disputa do Torneio Pré-Olímpico, entre janeiro e fevereiro deste ano. O Brasil garantiu uma das duas vagas para os Jogos Olímpicos em campanha invicta, culminando com vitória sobre a Argentina por 3 a 0 no último jogo do quadrangular final. 


Estão no Egito seis jogadores que estiveram no Torneio Pré-Olímpico: Phelipe Megiolaro, Dodô, Maycon, Caio Henrique, Reinier e Matheus Cunha. Os atletas Gabriel Brazão, Tetê, Marcos Antônio, Evanilson e os recém-chegados Murilo, Gustavo Assunção e Danilo Pereira são os estreantes dentro do projeto olímpico comandado por Jardine. 


Nesse período de um ano e cinco meses, a Seleção Olímpica se notabilizou por dar destaque a atletas que vieram a figurar nas convocações da Seleção Principal. O trabalho de integração levou nomes como Douglas Luiz, Renan Lodi, Bruno Guimarães, Rodrygo, Ivan, Matheus Henrique, Matheus Cunha, Emersonn e Daniel Fuzato para listas de Tite. Assim como a equipe de cima também apresenta nomes para os Jogos Olímpicos. É o caso de David Neres, campeão da América no ano passado. Atacante vive expectativa por uma vaga no torneio olímpico. "Eu vou dar o melhor aqui para estar no grupo das Olímpiadas. A Seleção representa muito para mim. Não importa se é na Principal, Olímpica ou na base".


A seleção olímpica desembarcou no Egito no último dia 9 de novembro e ficará até o dia 18 quando retornam para seus clubes. A delegação está hospedada no hotel Royal Maxim Palace Kempiski, que fica cerca de 15 minutos do local de treinos, PetroSport Stadium, e a 20 minutos do Al Salam, local do jogo deste sábado contra a Coreia do Sul. 


A preparação sofreu uma paralisação por conta da pandemia, que, inclusive, adiou a disputa dos Jogos Olímpicos para 2021. Com essa mudança, o COI anunciou que o torneio de futebol poderá contar com jogadores até 24 anos. Como de praxe, seguirá valendo a permissão para inscrever três atletas "profissionais", acima da idade limite.


Foto: Ricardo Nogueira/CBF

Nenhum comentário:

Postar um comentário