Treinadora Meggie Haney é banida por 8 anos da ginástica artística - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Treinadora Meggie Haney é banida por 8 anos da ginástica artística

Compartilhe

A ex-treinadora da equipe norte-americana de ginástica artística, Meggie Haney foi banida do esporte por oito anos por abuso verbal e emocional de ginastas que estavam sob sua supervisão. A sanção foi aplicada pela USA Gymnastics, federação que cuida da modalidade nos Estados Unidos.

Haney não tem permissão para participar de nenhum evento da USA Gymnastics, além de estar proibida de entrar em contato com atletas que prestaram queixa. Ao final da suspensão, a treinadora pode pedir sua reintegração ao esporte, mas será monitorada por dois anos. 

A decisão de suspender Haney, técnica de longa data da campeã olímpica por equipes Laurie Hernandez, foi tomada por um painel independente, com três membros, como revelou a Safe Sport, uma organização sem fins lucrativos que atua no combate aos abusos dentro do esporte.

Em janeiro Haney foi suspensa provisoriamente enquanto aguardava o resultado de uma audiência sobre alegações que ela intimidava e exigia que atletas treinassem e competissem mesmo lesionados. 

Antes da suspensão, Haney treinava a campeã mundial por equipes em 2018, Riley McCusker.

"A USA Gymnastics pode confirmar que a audiência realizada pela Safe Sport relacionada a Maggie Haney foi concluída. O painel de membros independentes - composto por três membros da comunidade de ginástica, incluindo um advogado, um proprietário de clube e um ex-atleta da equipe nacional - concluiu que a Sra. Haney violou o Código de Conduta Ética da USA Gymnastics, a Política da Sport Safe, entre outras políticas", dizia o comunicado da federação.

"Como resultado, o painel da audiência determinou que Haney está suspensa da associação e de qualquer treinamento de atletas de USA Gymnastics ou em clubes membros por um período de oito anos, com efeito imediato, seguido de um período de avaliação de dois anos. Quando a suspensão for concluída, Haney poderá se inscrever novamente após enviar uma prova de conclusão de cursos de conscientização especificados pela Safe Sport".

A investigação tornou-se pública em agosto do ano passado, quando a USA Gymnastics foi informada de algumas alegações contra Haney, incluindo a queixa de Hernandez, ainda em 2016, segundo o OC Register. 

Haney é uma das proprietárias da MG Elite, uma academia de ginástica artística que fica em Morganville, no estado de Nova Jersey. 

Foto: Tanya Breen

Nenhum comentário:

Postar um comentário