SurtoLista: Cinco atletas olímpicos que ganharam medalhas em diferentes modalidades - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

SurtoLista: Cinco atletas olímpicos que ganharam medalhas em diferentes modalidades

Compartilhe

Os Jogos Olímpicos têm grandes medalhistas em sua história. Michael Phelps, que subiu 28 vezes ao pódio em quatro participações é o recordista neste quesito. Entre as mulheres, a atleta com mais medalhas é a ginasta russa Larissa Latynina, com 18 medalhas em três Olimpíadas.

Já nas Paralimpíadas, os recordes estabelecidos são maiores ainda. A nadadora americana Trischa Zorn tem 55 medalhas, em sete participações, sendo a maior medalhista da história do evento. Já entre os homens o recordista é o sueco Jonas Jacobson, do tiro esportivo, com 30 medalhas.

Mas existem casos em que atletas conquistaram medalhas em mais de uma modalidade esportiva dento dos Jogos de Verão ou há aqueles que subiram ao pódio tanto nos Jogos de Verão, como nos Jogos Olímpicos de Inverno.

Confira agora a SurtoLista sobre os atletas olímpicos que medalharam em diferentes esportes.



Foto: Divulgação/AP
Eddie Eagan: Nascido um ano depois da primeira Olimpíada da era moderna, o norte-americano Eddie Eagen não poderia imaginar que ficaria tão marcado na história do evento. Estudante de Harvard e Oxford, Eagan foi boxeador e competiu nos Jogos Olímpicos da Antuérpia, na Bélgica, em 1920. Ao bater o norueguês Sverre Sorsdal, faturou a medalha de ouro olímpica.

Mal sabia Eagan que, após 12 anos desta conquista, ele seria eternizado como único atleta a ganhar medalha de ouro nos Jogos de Verão e nos Jogos de Inverno. Na terceira Olimpíada de Inverno da história, em Lake Placid-1932, Eddie Eagan fez parte da equipe 1 dos EUA de Bobsled, que bateu outra equipe norte-americana e a equipe alemã, para ganhar a medalha de ouro.




Foto: Divulgação/Comitê Olímpico Canadense

Clara Hughes: Durante os Jogos Olímpicos de Atlanta em 1996, a ciclista canadense Clara Hughes ganhou duas medalhas de bronze, uma na prova de corrida de estrada e outra na prova contra o relógio (também em estrada). Em 2002, migrou para a edição olímpica de inverno, disputada naquele ano em Salt Lake City. Participou da prova de patinação de velocidade, conquistando o bronze nos 5.000 metros.

A glória máxima seria alcançada por Hughes na edição seguinte, em Turim-2006. Ela ganhou a medalha de ouro batendo a recordista mundial e olímpica da época, a alemã Claudia Pechstein.

Hughes ainda participaria de Vancouver 2010, fechando a carreira nos Jogos de Inverno com um ouro, uma prata e dois bronzes.




Foto: Divulgação/COI

Johnny Weissmuller: Além de ter sido recordista mundial por 67 oportunidades, o nadador Johnny Weissmuller ganhou cinco medalhas de ouro olímpicas, sendo campeão nos 100m livre, 400m livre e no revezamento 4x200 livre em Paris 1924 e campeão nos 100m livre e revezamento 4x200 livre em Amsterdã 1928.

Durante os Jogos Olímpicos de Paris em 1924, Weissmuller fez parte da equipe de pólo aquático norte-americana que ganhou a medalha de bronze, ficando atrás dos anfitriões franceses e do time belga.

Após a aposentadoria no esporte, Weissmuller ainda se tornou um ator mundialmente conhecido ao protagonizar o filme Tarzan por 12 vezes, entre outras obras cinematográficas.




Foto: Divulgação/COI
Alfred Hajós: O húngaro Alfred Hajós participou da primeira edição dos Jogos Olímpicos da era moderna, realizado em Atenas, em 1896. Nadador, ganhou duas medalhas de ouro em competições bastante distintas em relação a distância percorrida, 100m livre e 1200m livre.

Mas nos Jogos de Paris em 1924, Hajós foi medalhista de prata em arquitetura, em um evento que não houve medalhista de ouro. As competições de arte fizeram parte dos Jogos Olímpicos entre 1912 e 1948, sendo parte da intenção original do fundador do movimento olímpico, o Pierre de Frédy, o Barão de Coubertin. 

Eram concedidas medalhas por obras de artes inspiradas no esporte, divididas em cinco categorias, sendo elas, arquitetura, literatura, música, pintura e escultura. Entretanto, hoje o Comitê Olímpico Internacional (COI) não considera essas competições como oficiais. Portanto, não contam para o banco de dados de medalhas da entidade e não foram inclusas no quadro geral de medalhas.

Esse tipo de competição foi abandonada pelo programa esportivo olímpico em 1954, pois naquela época os artistas eram considerados profissionais e os atletas, amadores.




Foto: Issei Kato/Reuters
Ester Ledecká: Em 2018, a atleta da República Tcheca, Ester Ledecká entrou para a história durante os Jogos de Inverno disputados em Pyeongchang, na Coréia do Sul, ao tornar-se a primeira pessoa na história a ganhar uma medalha de ouro em dois esportes diferentes em uma mesma edição de Olimpíada.

Ledecká ocupou o lugar mais alto do pódio na prova de esqui-alpino Super G em uma grande disputa contra a austríaca Anna Veith, superada apenas por 1 centésimo. 

O segundo ouro veio na prova de snowboard slalom gigante, quando a tcheca venceu na final olímpica a alamã Selina Jorg. 

Foto: Divulgação/COI

Nenhum comentário:

Postar um comentário