Após dois anos fora da seleção, Sosa deseja voltar a jogar pela Argentina - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Após dois anos fora da seleção, Sosa deseja voltar a jogar pela Argentina

Compartilhe

Emilce Sosa pode voltar a defender a seleção argentina depois de dois anos parada. A bloqueadora de 32 anos, decidiu deixar a lista após o Campeonato Mundial Feminino da FIVB de 2018 no Japão, mas continuou jogando profissionalmente no Brasil em 2018-2019, ficando de fora da última temporada. Entretanto, a veterana, que ainda mora no Brasil, sente que está pronta para um retorno.

"As pessoas continuam me perguntando sobre isso e é a primeira vez que posso realmente responder que quero voltar", disse a jogadora em entrevista à emissora de televisão argentina Deportv. "Depois de tirar esta última temporada, sinto que meu corpo ainda aguenta um pouco mais e depois de vários anos intensos sinto que minha mente está no lugar certo novamente."

Sosa jogou internacionalmente pela Argentina há nove anos, participando de mais de 100 partidas entre 2009 e 2018, sendo capitã da equipe por boa parte do tempo. A jogadora disputou as duas últimas edições do Campeonato Mundial e teve uma participação importante na campanha olímpica inaugural da equipe nos Jogos Rio 2016, onde a Argentina terminou em nono.

Ela se juntou à equipe nacional de treinos no ano passado, quando os argentinos estavam no Brasil e então seu desejo de voltar começou a crescer. A adição de Sosa pode trazer uma experiência importante à lista, à medida que os sul-americanos se preparam para competir nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, adiados para o ano que vem.

"Seria incrível voltar à seleção", acrescentou. “Meu plano é jogar no Brasil na próxima temporada de clubes e espero que o técnico da seleção nacional me leve em consideração. Relaxar, descansar e trabalhar com meu psicólogo no ano passado me ajudaram a encontrar a motivação que eu precisava para voltar. Tenho 32 anos agora, mas me sinto como uma garota de 18 anos que só quer jogar pela seleção pela primeira vez."

Foto: FIVB

Nenhum comentário:

Postar um comentário