Brasil fecha etapa da Nigéria da Copa do Mundo de Halterofilismo Paralímpico com oito medalhas


O Brasil fechou a etapa da Copa do Mundo de Halterofilosmo, em Abuja, na Nigéria, com oito medalhas. Nesta sexta-feira, 7, Evânio da Silva, Mateus de Assis e Tayana Medeiros estivaram em ação. A equipe brasileira fecha a competição com oito medalhas: três ouros, três pratas e dois bronzes. O resultado deixa a equipe brasileira no terceiro lugar no quadro de medalhas. 

A competição é organizada pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC, sigla em inglês) e as marcas obtidas são validadas no ranking para os Jogos Paralímpicos Tóquio 2020. Ao todo, participaram 183 levantadores de 21 países. 

Evânio da Silva, da categoria até 88 kg, subiu ao lugar mais alto do pódio ao erguer 196 kg. O nigeriano Mathias Monday ficou com a prata com a marca de 195 kg, enquanto o georgiano Razm Ahmad levou o bronze ao levantar 187 kg. O baiano teve poliomielite aos seis meses de idade, o que causou um encurtamento da perna direita.

O mineiro Mateus de Assis também levou o ouro, na categoria até 107 kg, ao erguer 211 kg em sua terceira tentativa. Completaram o pódio o georgiano Akaki Jintcharadze, com a prata (201 kg) e o nigeriano Daniel Omogbai (190 kg). O atleta tem limitações nos membros inferiores em decorrência de mielomeningocele.

Última a competir nesta sexta, a carioca Tayana Medeiros, da categoria até 86 kg, invalidou as três tentativas. Tayana nasceu com uma doença chamada artrogripose, que comprometeu o movimento de suas pernas.

Foto: EXEMPLUS/CPB

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes