Sul-Americano de Atletismo 2017 - Dia 2 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Sul-Americano de Atletismo 2017 - Dia 2

Compartilhe
O Brasil voltou a obter novos bons resultados no segundo dia de competições do Campeonato Sul-Americano de Atletismo, que termina neste domingo (25), no Estádio Comitê Olímpico Paraguaio, em Assunção.

Pela manhã, Darlan Romani mantém sua rotina de bons resultados. Depois de vencer o GP Brasil, com novo recorde sul-americano, de conquistar mais uma medalha de ouro no Troféu Brasil de Atletismo, o atleta venceu o arremesso de peso com a marca de 21.02, novo recorde da competição.

Recordista continental, com 21,82 m, Darlan venceu com boa vantagem. A medalha de prata ficou com o também brasileiro Willian Dourado, com 19,95 m, seguido do argentino Germán Lauro, com 19,57 m.

Darlan, qualificado para o Mundial de Londres, tem previsto um Camping de Treinamento na Suíça agora em julho. E duas competições já estão confirmadas para o atleta, quinto colocado na Olimpíada do Rio 2016: as etapas de Lausanne (6/7) e Rabat (16/7) da Liga de Diamante.

No salto em distância, em Assunção, nova medalha de ouro. Eliane Martins venceu com 6,51 m (3.9), seguida da chilena Macarena Reyes, com a mesma marca, mas com 7.3 de vento.

Na tarde, o destaque foi Jefferson de Carvalho Santos, que venceu o decatlo, com 8.162 pontos, superando o índice exigido para o Campeonato Mundial de Londres, em agosto, na Inglaterra.

A marca, porém, não deverá ser homologada porque os resultados obtidos nos 100 m, 110 m com barreiras e salto em distância foram conseguidos com vento bem acima do permito.

Campeão do Troféu Brasil Caixa, de apenas 21 anos, Jefferson ter obtido uma campanha bem regular nesta temporada e apostou todas as duas fichas no Sul-Americano. "Tinha fé de que alcançaria os 8.100 pontos", disse o atleta, nascido em Diadema (SP), referindo-se ao índice exigido pela IAAF para o Mundial. "Infelizmente o vento atrapalhou um pouco a competição."

O Brasil ganhou medalha de ouro em Assunção também com a catarinense Mariana Grasielly, vencedora do lançamento do martelo, com 66,83 m. Ela superou a supercampeã argentina Jennifer Dahlgren, com 66,17 m.

No salto em distância, Paulo Sergio de Oliveira ganhou a medalha de ouro, com 7,93 m (2.3), seguido do uruguaio Emiliano Lasa, com 7,89 (1.7).

O Brasil ganhou ouro ainda no revezamento 4x100 m masculino, com Flavio Barbosa, Aldemir Gomes Junior, Bruno Lins e Felipe Bardi, com 39.71. E no feminino, com Franciela Krasucki, Ana Claudia Lemos, Vitoria Rosa e Rosangela Santos, com 43.12.

O Brasil ganhou ainda medalha de prata nos 800 m, com Lutimar Paes, com 1:50.27, e de bronze com Tatiane Raquel da Silva, nos 3.000 m com obstáculos (10:34.23), e com Jailma Sales de Lima nos 400 m com barreiras (59.29).

O Sul-Americano termina neste domingo (25), com a participação de mais de 400 atletas de 12 países do continente. O Brasil luta para manter a hegemonia na competição.

Foto: CBAt


Nenhum comentário:

Postar um comentário