Bandeira paralímpica é hasteada em Londres.






Depois de presenciarmos feitos históricos, como o recorde absoluto de medalhas conquistado pelo nadador Michael Phelps, e a consolidação de Usain Bolt nas pistas de atletismo, é hora de dizer adeus ao clima olímpico de Londres, certo? Errado.

Se atletas como o americano e o jamaicano já se despediram do torcedor britânico, a chama da competição se mantém acesa. Nessa segunda-feira, foi realizada a passagem de bastão: dos jogos de Londres para os jogos Paralímpicos, competição que também será realizada na capital inglesa. A bandeira paraolímpica substituiu a anterior, que simbolizava os jogos disputados até duas semanas atrás.

- Os Jogos Paralímpicos são resultado de uma grande conquista e de muitos anos de preparação. Nosso esforço tem apenas um objetivo: fazer a edição com maior número de atletas e de público de todos os tempos - disse David Cameron, primeiro ministro britânico.

A competição acontecerá entre os dias 29 de Agosto e 9 de Setembro, e vai contar com mais de 4.000 atletas representando 166 países. Desse número, 182 esportistas são brasileiros (115 homens e 67 mulheres).

As mulheres, aliás, irão adquirir um nível ainda maior de importância nessa edição. Londres será responsável por receber mais de 1.500 delas que brigarão por medalhas, o maior número da história dos Jogos Paralímpicos. As atletas estarão competindo em 18 esportes.

Foto: AP

0 Comentários