Lutadora Aline Silva celebra realização de Fórum e vê UWW em busca da igualdade de gênero


Acostumada a representar o Brasil nos tapetes mundo afora, Aline Silva participou nesta semana do Segundo Fórum Global Mulheres no Wrestling, promovido pela United World Wrestling, entidade reguladora do esporte, em Istambul, Turquia. Lideranças femininas dos quatro cantos do planeta se reuniram durante cinco dias para discutir a presença da mulher no wrestling mundial. A brasileira, medalhista mundial em 2014 e atleta olímpica em 2016, elogiou a iniciativa e contou um pouco sobre os dias de aprendizado.

“Foi muito legal para participar. Primeiro porque sou uma militante do wrestling feminino e também da igualdade de gênero em todos os locais na sociedade e segundo porque considero o esporte ainda machista e ver que a entidade máxima do esporte está fazendo um esforço para mudar isso é muito importante. As palestras falaram sobre vários aspectos da modalidade inclusive liderança feminina na modalidade e aprendemos um pouco também como funciona a United World Wrestling”, explicou Aline.

Referência dentro do tapete, Aline vem buscando influenciar positivamente ações fora do tapete. A lutadora criou o projeto Mempodera para meninas que além de praticar wrestling, fazem aula de inglês. O projeto busca atender principalmente moradoras próximas ao local. A lutadora revela que procurou ouvir as diversas visões da modalidade para aplicar na carreira.

“Tivemos a oportunidade de ouvir várias pessoas relacionadas ao esporte; árbitros, treinadores, membros do Bureau da UWW e também falamos acima de tudo falar sobre nossa vivência no esporte.”, explicou Aline Silva.

Foto: COB/Washington Alves


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes