Suspensão provisória contra atleta russo é retirada pela AIU


O russo Artyom Denmukhametov teve sua suspensão provisória retirada. O atleta havia sido punido por, supostamente, ter trabalhado com o técnico Vladimir Kazarin, banido perpetuamente em 2017, quando um relatório da Agência Internacional Antidoping (WADA) descobriu a aplicação de drogas para melhora do desempenho dos atletas treinados por ele.

Uma investigação conjunta da União de Integridade dos Atletas (AIU) e da Agência Russa de Antidopagem (RUSADA) descobriu de Kazarin participou diretamente de sessões de treinamentos com sete atletas no Quirguistão, país da Ásia Central entre novembro de 2018 e abril de 2019. Isso infringe uma das regras da WADA, na qual os esportistas são proibidos de treinar ou receber qualquer auxílio de treinadores em cumprimento de pena por doping.

O treinador russo foi visto em um treinamento de 400m de Denmukhametov, levando a suspensão provisória do atleta. Entretanto, a AIU confirmou que a acusação contra o esportista russo foi improcedente. "O Tribunal Disciplinar da IAAF rejeitou acusações de associação proibida contra o atleta russo Artyom Denmukhametov".

"Como conseqüência, a suspensão provisória do atleta é suspensa", afirmou a AIU. "O atleta exerceu seu direito sob o Código Mundial Antidopagem para que a decisão não seja publicada." Denmukhametov já esteve entre os atletas russo que foram aprovados para participar como neutros nas competições, mesmo com a suspensão da Federação Russa de Atletismo (RusAF) em 2015, que foi estendida.

Foto: Vladimir Smirnov / TASS

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes