Preparação e planejamento para Tóquio 2020 marcam a abertura do Encontro Anual de Treinadores Olímpicos


A troca de experiências e a preparação das equipes brasileiras para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020 foram os destaques na sexta-feira, 8, primeiro dia do Seminário Internacional de Ciência do Esporte, realizado no Centro de Treinamento Time Brasil, no Rio de Janeiro. O evento, que faz parte do Encontro Anual de Treinadores Olímpicos, acontece até domingo, 10. 

“Estamos recebendo palestrantes renomados, de currículo internacional. É mais uma oportunidade de aprendizado, de adquirir novos conhecimentos. Fico muito feliz com a presença de tantos profissionais renomados e tenho a convicção que o COB está fazendo o melhor para o desenvolvimento esportivo do Brasil”, declarou o presidente Paulo Wanderley.

“Temos que ter em mente que a ciência do esporte é nossa aliada na busca por uma melhor performance. Podemos ajustar a periodização do treinamento, atuar preventivamente na redução de lesões e, dessa forma, esperamos que os atletas alcancem em Tóquio os melhores resultados de suas carreiras”, completou Jorge Bichara, diretor de esportes do COB.

Após uma breve apresentação aos convidados sobre o Laboratório Olímpico, Bichara abriu o seminário e falou sobre os desafios para Tóquio 2020, além de apontar alguns pontos positivos e outros focos de atenção visando os Jogos. Na sequência, três palestras com especialistas internacionais: o norte-americano Loren Seagrave (Speed Dynamics), que apresentou os desafios da performance esportiva sob a ótica dos treinadores; o alemão Günter Lance (IAAF), que tratou de jet lag; e o francês Grégoire Millet (Universidade de Lausanne), que desmembrou os efeitos dos treinamentos de altitude. Por fim, Bernardinho compartilhou suas experiências com os treinadores presentes.

“O COB tem sido um pilar muito importante para todos os esportes e é muito bom poder contribuir com esse trabalho. Esse tipo de evento é enriquecedor e muito importante na reta final de preparação para os Jogos Olímpicos, com todos podendo fazer ajustes finos e chegar a Tóquio nas melhores condições”, afirmou o treinador bicampeão olímpico.

Foto: Guilherme Taboada/COB

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes