Evan Dunfee critica o COI por mudança das provas de maratona e marcha atlética para Sapporo


O atleta da marcha atlética 50km Evan Dunfee, de 29 anos, criticou os motivos que levou o Comitê Olímpico Internacional (COI) a transferir as competições de maratona para a cidade de Sapporo nos próximos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Para o canadense, o COI alterou o local de provas para proteger sua imagem. 

Em seu twitter, Dunfee mostrou seu posicionamento diante das justificativas do Comitê. "O COI viu a narrativa que a mídia estava empurrando e ficou assustado. Eles decidiram tentar proteger sua marca e evitar relações públicas (RP) negativas (eles não se importam com o bem-estar dos atletas). Esta decisão foi tomada sem consulta a qualquer parte interessada (atletas, IAAF, Tóquio, Sapporo)."

Outro ponto de crítica do canadense foi a manutenção das disputas na capital japonesa de outras modalidades nas quais os atletas também sofreriam com as altas temperaturas. "Então, o COI se preocupa mais com o bem-estar de maratonistas e atletas da marcha do que com outros esportistas? Ou eles acham que o RP negativo será maior no atletismo e estão agindo para proteger sua imagem? 

A mudança para Sapporo recebeu a aprovação final durante uma reunião entre o Governo Metropolitano de Tóquio (TMG), o COI, os organizadores Tóquio 2020 e o governo japonês. Antes mesmo do encontro, o COI afirmou que não voltaria atrás na decisão, o que deixou o governador de Tóquio, Yuriko Koike, descontente. Entretanto, Koike disse que o TMG não "obstruiria" a troca, mas que esta era uma "decisão sem acordo".

Foto: Ibraheem Alomari/Reuters

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes