Mundial de Atletismo 2019 - Dia 9: Brasil conquista vaga olímpica no 4x100m masculino


Seis finais foram disputadas no penúltimo dia do Mundial no Estádio Internacional de Khalifa. A primeira delas foi a final masculina do arremesso de peso, que foi disputado em altíssimo nível. O brasileiro Darlan Romani ficou na quarta posição com 22.53, apenas oito centímetros abaixo de sua melhor marca pessoal. O brasileiro vinha se garantindo no pódio até o último arremesso do americano Joe Kovacs, que fez 22.91 e garantiu o ouro, com direito a recorde do campeonato e apenas um centímetro à frente do compatriota Ryan Crouser e do australiano Tomas Walsh, que completaram o pódio.

O Brasil também bateu na trave no revezamento 4x100m masculino. A equipe formada por Rodrigo Nascimento, Vitor Hugo dos Santos, Derick Souza e Paulo André ficaram na quarta posição com o tempo de 37.72, recorde sul-americano da prova. O ouro ficou com os Estados Unidos (37.10), a prata com a Grã Bretanha (37.36) e o bronze com o Japão (37.43). Se houve a frustração por não subir ao pódio, houve pelo menos a satisfação da equipe brasileira do 4x100m ter garantido classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Já na final do 4x100m feminino, a Jamaica ficou com o ouro fazendo o tempo de 41.44. Asim como no masculinp, a Grã Bretanha ficou com a prata (41.85), enquanto a equipe dos Estados Unidos ficou com o bronze (42.10).

Na final feminina do salto triplo, a venezuelana Yulimar Rojas ficou com o ouro saltando para 15.37, seguida da jamaiacana Shanieka Ricketts com 14.92 e da colombiana Caterine Ibarguen com 14.73. Na final feminina dos 1.500m, a holandesa Sifan Hassan bateu o recorde do campeonato com o tempo de 3:51.75, com a queniana Faith Kipyegin ficando com a prata (3:54.22) e a etíope Gudaf Tsegay ficando com o bronze (3:54.38).

Outro recorde do campeonato foi batido na final femininados 5.000m, em que a queniana Hellen Obiri venceu com o tempo de 14:26.72, seguida da compatriota Margaret Kipkemboi (14:27.49) e da alemã Konstanze Klosterhalfen (14:28.43).

Nas eliminatórias do salto em distância feminino, Eliane Martins ficou apenas com a décima quinta melhor marca (6.50) e não se classificou para a final.

O dia foi encerrado com a prova masculina da maratona, em que a Etiópia fez dobradinha. A vitória ficou com Lelisa Desisa, com o tempo de 2:10:40, quatro segundos à frente do compatriota Mosinet Geremew e onze à frente do queniano Amos Kipruto. Três brasileiros disputaram a prova: Paulo Roberto de Paula foi o 19°, Wellington Bezerra da Silva foi o 44° e Vagner da Silva Noronha o 51° colocado. 

Foto: Wagner Carmo/CBAt

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes