Kosgei vence Maratona de Chicago e quebra recorde feminino que durava 16 anos


A queniana Brigid Kosgei venceu a Maratona de Chicago neste domingo (13) e de quebra bateu o recorde feminino da prova que já durava 16 anos e pertencia a Paula Radcliffe. Com o tempo de 2:14:02, Kosgei superou os 2:15:25 registrado pela britânica em 2003. Esse recorde foi o mais antigo da maratona entre homens e mulheres dos últimos 50 anos.

Vencedora da Maratona de Londres, a queniana começou a prova em um ritmo forte, mas conseguiu manter uma velocidade constante ao longo do percurso, encerrando a prova estabelecendo a nova marca. Radcliffe, que estava na linha de chegada disse à BBC Sport sobre o forte início de Kosgei. "Quando vi o quão rápido Brigid estava correndo no primeiro tempo, sabia que ia quebrar".

Completando o pódio feminino tivemos a presença de duas etíopes. Ababel Yeshaneh ficou em segundo seis minutos e 47 segundos após Kosgei e Galete Bur fechou com o tempo de 2:20:51. Na prova masculina o primeiro lugar foi para o queniano Lawrence Cherono, vencedor da Maratona de Boston com o tempo de 2:05:45. Os etíopes Dejene Debela e Asefa Mengstu, com as marcas de 2:05:46 e 2:05:48 completaram o top 3 masculino.

A quebra da melhor marca das mulheres veio um dia depois do feito do compatriota Eliud Kipchoge, que se tornou o primeiro homem a completar a maratona em menos de 2h, numa pista preparada especialmente com condições ideais para o sucesso em atingir o tempo perseguido por muitos maratonistas.

Foto: Mike Segar/Reuters

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes