Paracanoagem do Brasil traz cinco medalhas de evento teste da modalidade em Tóquio 2020


O Brasil garantiu cinco medalhas no Evento Teste de Paracanoagem e Canoagem Velocidade em Tóquio no Japão que terminou no último domingo (15). A competição serve de avaliação para os Jogos Olímpicos que será realizado no ano que vem. Fernando Rufino levou uma medalha de ouro e uma prata, Luis Carlos Cardoso uma prata e um bronze e Caio Ribeiro fecha a lista com mais uma prata. A delegação brasileira foi composta por cinco atletas.
 
Rufino volta de Tóquio com o melhor resultado do País, o Cowboy de Ferro como ele gosta de ser chamado conquistou um ouro no KL2 Masculino 200m e uma prata pelo VL2 Masculino 200m. Em Szeged no mês de agosto ele conquistou uma vaga brasileira para Tóquio no Mundial, agora ele quer disputar os Jogos Paralímpicos no ano que vem e está na expectativa de sua primeira participação, na edição do Rio em 2016 ele teve que desistir nas vésperas de competir por causa de problemas de saúde e agora vem com tudo.
 
“Eu nunca desisti, agradeço os treinadores que me ajudaram nessa recuperação nesses últimos tempos, Thiago Puppo e o Luis Gustavo. E agora as minhas expectativas são as melhores, essas medalhas me deram um gás. Eu vim de chapéu para mostrar que sou eu mesmo. Essa é a primeira que eu vou participar e fazer história se Deus quiser!”, comenta.
 
Quem também volta com duas medalhas na bagagem é Luis Carlos Cardoso, ele conquistou uma prata no KL1 Masculino 200m e a de bronze no VL2 Masculino 200m. Já Caio Ribeiro também trouxe mais uma prata para o Brasil foi pelo VL3 Masculino 200m. Ambos garantiram ao Brasil duas vagas para os Jogos Paralímpicos de 2020 no mês passado. Entre as mulheres, Mari Santilli foi a sexta colocada no KL3 Feminino 200m e Débora Raiza em sétimo no KL2 Feminino 200m.
 
“Tivemos participação em quatro provas, com cinco atletas e conseguimos três medalhas neste domingo. Ao todo finalizamos o evento com cinco medalhas, foi importante a vinda dos atletas para Tóquio para avaliarmos a estrutura e as condições do local para Tóquio 2020”, fala Leonardo Maiolla, diretor-geral da CBCa e supervisor da modalidade de Paracanoagem.
 
O evento foi realizado no “Sea Forest Waterway”, local onde será disputado as provas de Canoagem Velocidade e Paracanoagem dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020. A Canoagem Velocidade não enviou representantes ao Japão como já estava previsto no planejamento estratégico brasileiro do ciclo olímpico.

Foto: Divulgação

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes