Mundial de Levantamento de Peso 2019 - Dia 9: Colombiana leva ouro e Serafim explica lesão


A América Latina conquistou nesta quarta-feira, seu primeiro título no Mundial de Levantamento de Peso, que acontece em Pattaya (TAI), em mais um dia sem a presença de chineses ou norte-coreanos que estão dominando a competição. 

A colombiana Leidy Yessenia Solis Arboleda, vice em Pequim-2008 e campeã mundial em 2017 nos 69kg, foi coroada como a melhor atleta nos 81kg, apesar de ser apenas a terceira atleta mais leve de sua categoria. Ela começou mal no Arranco, apenas em 9º lugar (105kg), mas o ouro no Arremesso (142kg) foi suficiente para o título mundial no geral com 247kg.

Por outro lado, a campeã no Arranco, a sul-coreana Lee Jieun (111kg) ficou em sexto no Arremesso (127kg) e seus 238kg a classificaram em sexto-lugar. Menos sorte teve sua compatriota Kim Suhyeon: depois da medalhista de prata no Arranco (111kg), ela não teve sucesso em nenhuma das suas três tentativas de Arremesso e terminou sem classificação no geral.

A vice-campeã mundial foi a espanhola Lidia Valentin Perez (246kg), que também levou o bronze no Arremesso (138kg). Seu pódio foi invertido à norte-americana Jenny Vyvette Arthur, prata no Arremesso (139kg) e bronze no Geral (245kg). O bronze no Arranco foi para Munkhjantsan Ankhtsetseg, da Mongólia, que levantou 110kg.

No masculino, Yauheni Tsikhantsou, de Belarus, fez valer sua regularidade e levou o título mundial ao conquistar o segundo lugar no Arranco (180kg) e no Arremesso (218kg), entre os atletas com menos de 102kg. O sul-coreano Jin Yunseong levou o ouro no Arranco (181kg) e a Prata no Total (397kg), enquanto o bronze foi para Reza Dehdar (IRI) que levou ouro no Arremesso. Os bronzes foram para Samvel Gasparyan (ARM), no Arranco com 178kg e para Dmytro Chumak (UKR), no Arremesso com 217kg.

O brasileiro Serafim Veli, que não conseguiu completar a prova dos 96kg na terça-feira explicou ao Surto Olímpico que ele sofreu um estiramento no músculo posterior da coxa. Segundo o atleta, o objetivo agora é focar na recuperação para "voltar mais forte". 

Foto: IWF

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes