Giullia Penalber revela expectativa e dificuldades até a chegada ao Mundial de Luta, no Cazaquistão


Começa no sábado, 14 de setembro, o Campeonato Mundial de Luta que acontecerá em Nur Sultan, capital do Cazaquistão. Essa edição terá um sabor ainda mais especial, afinal, para os 6 primeiros colocados em cada peso olímpico são garantidas vagas para os Jogos Olímpicos de 2020. O mundial segue até o dia 22. 

Giullia Penalber será uma das brasileiras que representará o Brasil, ela vai para a sua quarta edição de mundial e garante que chega mais preparada e motivada após conquistar o bronze em seu primeiro Jogos Pan-Americanos. 

“Tenho procurado focar nos erros e tentando aproveitar cada campeonato para avaliar o que está bom e o que posso melhorar, e ainda tive a oportunidade de vir alguns dias antes para Cazaquistão, para realizar os ajustes finais, o que tem sido muito bom pra mim, já que no Brasil temos bastante dificuldade de encontrar pessoas pra treinar. No Campeonato Mundial terão as melhores atletas do mundo, minha expectativa é poder dar o meu melhor em cada luta. A medalha em Lima foi muito especial e com certeza dá uma motivada a mais, mas quero chegar ainda mais longe, sonho e trabalho para isso e vou com tudo pra poder conquistar uma vaga para Tóquio”, disse Giullia Penalber. 

Devido as dificuldades de encontrar apoio após as Olimpíadas do Rio 2016, a Confederação Brasileira de Wrestling (CBW) perdeu o seu principal patrocinador, e desde então tem tido dificuldades para enviar todos os atletas para as principais competições. Para esse Mundial, a CBW não conseguiu arcar com as despesas totais de todos os seis atletas que representarão o Brasil. Com isso alguns atletas como a Giullia Penalber, acabaram tendo uma dificuldade fora do tapete. A brasileira teve que arcar com o valor das passagens para poder embarcar para o Cazaquistão. 

“Talvez essa seja uma de nossas maiores dificuldades dentro do esporte. Sou uma atleta profissional, treino todos os dias para representar o meu país e fui convocada para mais um Campeonato Mundial, e 3 anos após os Jogos Olímpicos do Rio ainda estamos com dificuldades de conseguir apoio. A Confederação ajuda como pode, mas talvez se houvesse um apoio maior de empresas, poderíamos estar embarcando com a equipe completa. Minha sorte também é que sou atleta da Marinha, e esse apoio foi essencial para que eu pudesse arcar com a passagem, mas tem atletas que não possuem esse privilégio. Essa deveria ser uma preocupação que o atleta não deveria ter, já que se preocupa com tanta coisa e as vésperas de um campeonato de tamanha expressão, que vale vaga para Tóquio 2020. Agora é focar no Mundial e ir em busca da vaga olímpica, vai ser uma motivação a mais”. 

Giullia Penalber entra em ação pelo Campeonato Mundial na quarta-feira, 18 de setembro, garantido a classificação para a disputa de medalha a brasileira retorna para o tatame, no dia 19.

Foto: Alexandre Loureiro/COB

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes