Resumão Parapan 2019 - Dia 3







Atletismo





O atletismo paralímpico do Brasil continuou sua chuva de medalhas. Somente nesta segunda (26), foram 24 medalhas: oito de ouro, oito de prata e oito de bronze.

A primeira medalha do dia foi 'recuperada', digamos assim: Yagonny Dias havia sido desclassificado da final dos 1.500m T46, para amputados de braço, por fazer contato com o chileno Mauricio Esteban Orrego, que terminou em primeiro lugar. No entanto, a delegação nacional entrou com protesto junto à organização e o segundo lugar de Yagonny foi restabelecido.

O primeiro ouro do dia veio com Agnaldo Silva nos 100m T13. Claudiney Batista no lançamento de disco F56 com 43,55m. Nos 400m T11, veio ouro e a prata, com Daniel Mendes - ouro e Felipe de Souza - prata.  Rodrigo Parreira levou o ouro no salto em distância T36.

Mateus Evangelista venceu os 100m rasos T37 e quebrou o recorde pan-americano com o tempo de 11s68. Jonatan da Silva ainda foi bronze na prova.  Jair Henrique Souza foi ouro no lançamento de Dardo F41 e Ariosvaldo Fernandes, o 'Parré' , levou o ouro nos 400m T53.

Nos 100m T11 feminino, vimos a repetição do pódio triplo brasileiro e na mesma ordem que aconteceu nos 200m: Gerusa Geber foi ouro, Thalita Simplício foi prata e Lorena Spoladore foi bronze. 

Tuany Barbosa levou a prata no arremesso de peso F57; João Victor Teixeira também levou a prata no arremesso de peso, mas na categoria F35/36/37. Outra prata saiu no arremesso de dardo F11/12/13, com Márcia Cristina Almeida. Izabela Campos foi bronze na mesma prova.


Verônica Hipólito levou a prata nos 200m T37, na sua volta às competições internacionais. Viviane Soares também foi prata nos 100m T12 seguida por Gabriela Mendonça, que ficou com o bronze. 

Quem também ficou com o bronze foi Jenifer Martins nos 100m T38. Fabrício Júnior com sua medalha de bronze nos 400m T12, ajudou o Brasil a quebrar a barreira das 100 medalhas nos Parapan de Lima. Talita Pereira (arremesso de peso F40/41) e Fernanda Yara (400m T47) encerraram o - UFA! - dia lotado de medalhas do atletismo brasileiro em Lima.





Basquete em cadeira de rodas





A seleção feminina enfrentou o Chile e venceu fácil por 71 a 14, se garantindo para a semifinal.  Vileide Almeida foi a cestinha com 18 pontos, seguida por Débora Costa com 15 pontos. Amanhã o Brasil decide o primeiro lugar do grupo com os Estados Unidos.

A seleção masculina já encarou os Estados Unidos hoje para definir o primeiro colocado do grupo B e foi derrotada por 87 a 47, terminando em segundo no grupo.  Amauri Viana foi o cestinha brasileiro com 12 pontos. O Brasil deverá pegar o Canadá nas semifinais.





Ciclismo pista




Márcia Fanhani e a piloto-guia Cristiane Pereira levou o bronze na perseguição feminina para deficientes visuais. As brasileiras fecharam o percurso de perseguição de 3km em 3min50s829, melhor do que os 3min53s491 das rivais americanas.






Futebol de 5





Finalmente o futebol de 5 do Brasil desencantou no Parapan. A seleção ganhou por 3 a 0 do México - gols de Ricardinho (2) e Gledson - e subiu para a segunda colocação no campeonato. Quem lidera é a Argentina, que venceu o Peru por 3 a 0.  Terça será um dia de descanso e a competição continua na quarta-feira (28).






Futebol de 7




O futebol de 7 do Brasil manteve os 100% de aproveitamento com uma vitória por 4 a 0 em cima da Colômbia. Os gols foram marcados por Cesar, Jan Francisco e Jefferson e mais um contra dos colombianos. O Brasil lidera a competição, que terá um dia de descanso na terça e volta na quarta (28).





Goalball





O Brasil conseguiu mais duas vitórias no goalball. No feminino, vitória por 10 a 0 em cima da Costa Rica com seis gols de Jéssica e quatro de Gleyse . No masculino, vitória por 13 a 3 em cima do México. Josemarcio e Leomon fizeram cinco gols cada e Romário completou com três gols. O feminino está em segundo no campeonato, perdendo para os Estados Unidos no saldo de gols e  o Brasil já se garantiu nas semifinais no masculino, esperando apenas definir sua posição e seu adversário.






Natação




Se no atletismo tivemos 24 medalhas, a natação paralímpica do Brasil não ficou muito atrás. Foram 15 medalhas, cinco de ouro, sete de prata e três de bronze.

O primeiro ouro do dia foi com Phelipe Rodrigues nos 200m Medley S10. Foi a segunda medalha dourada de Phelipe na competição.  O segundo ouro veio de um pódio 100% brasileiro, nos 50m livre S9. Ruiter Silva levou o ouro, João Drumond foi prata e Vanilton Nascimento, bronze.

O terceiro ouro veio com Daniel Dias, nos 50m livre S5, a vigésima nona medalha de ouro parapan-americana da carreira. O quarto ouro veio com uma dobradinha. Joana Silva levou o ouro no 50m livre S3/S4 e Patrícia Pereira, ficou com a prata. O último ouro brasileiro também veio com uma dobradinha, com Matheus Rheine levando o ouro e  Wendell Belarmino a prata nos 400m livre S11.

Nos 200m livre masculino S1/S2, tivemos Gabriel dos Santos com a prata e Bruno Becker com o bronze; outro pódio com presença dupla do Brasil foi nos 200m livre S14 feminino; Ana Karolina oliveira foi prata e Débora Carneiro foi bronze; Na final masculina dessa prova, Felipe Caltran ficou com a prata; Guilherme Batista foi prata nos 100m peito S13, a última medalha do dia na natação;




Rugby em cadeira de rodas




O Brasil fez um jogo duro contra o Canadá, mas acabou não resistindo a superioridade canadense, que venceu por 56 a 46. Agora o Brasil vai enfrentar a Colômbia, que foi derrotada pelos Estados Unidos, na decisão do bronze. 




Tênis de mesa





O Brasil se garantiu nas finais de todas as competições por equipes: classes 1-2, 3-5 , 6-8 e 9-10 masculino e feminino 2-5. Com isso, o Brasil já tem no mínimo a prata garantida. As finais serão amanhã e nosso maior rival será o Chile, onde enfrentaremos em três finais (1-2,3-5 e 9-10 masculino)





Tênis em Cadeira de rodas



Nas quartas de final, Daniel Rodrigues venceu Diego Perez (CHI) por 2 sets a 0 (6/0 e 6/1) e avançou para às semifinais. Quem também avançou para as semifinais foi a dupla Meirycoll Duval/ Rejane Cândida, que deu uma 'bicicleta' em Maria Castillo/Carolina Moreno (PER), um duplo 6/0. Já Gustavo Carneiro foi eliminado nas quartas de final ao perder para Gustavo Fernandez (ARG), número 1 do mundo no tênis em cadeira de rodas, em duplo 6/0. 





Tiro Esportivo



O Brasil conquistou mais três medalhas no tiro. Carlos Garletti ficou com a prata no rifle estendido 50m SH1 e na pistola de ar 10m SH!, dobradinha: Geraldo Rosenthal levou o ouro e Sérgio Adriano ficou com a prata. Ricardo Costa também disputou a prova e terminou em quinto.






Vôlei sentado




No feminino, o Brasil venceu o Peru por 3 sets a 0 (25/12,25/10 e 25/13) e terminou em segundo no grupo. As brasileiras enfrentarão as canadenses na semifinal na quarta-feira (27). No masculino, o Brasil  venceu a Colômbia por  3 sets a 0 (25/18,25/19 e 25/12)


O Brasil ultrapassou a barreira de 100 medalhas em três dias de competição e continua firme e forte em primeiro no quadro de medalhas. A novidade do dia é a Colômbia no top5 no lugar de Cuba. confira:



fotos: Washington Alves, Douglas Magno e Alê Cabral/ CPB

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes