Resumão do Pan de Lima - Dia 5







Badminton



Pela primeira vez na história tendo se classificado para as quartas de todas as categorias, o Brasil segue fazendo bonito e já garantiu 5 medalhas, já que não há disputa de bronze, ainda em busca do ouro inédito.

A dupla masculina composta pelos irmãos Fabrício e Francielton Farias venceu Jonathan Solis e Rodolfo Ramirez (GUA) por 2 sets a 1, (21-19, 19-21 e 21-16) e agora enfrentam Phillip Nguyen-Chew e Ryan Chew (USA) na semifinal

Na dupla feminina, Fabiana Silva e Tamires Santos passaram tranquilamente pelas chilenas Ashley Montre e Costanza Naranjo (21-7 e 21-13) e enfrentam Rachel Honderich/Kristen Tsai (CAN). Na outra semifinal teremos Jaqueline Lima e Samia Passos que venceram Daniela Macias e Daniela Nishimura (PER) por 2 sets a (15-21,21-15 e 24-22) e enfrentam Jamie Hsu e Kuen Ya-Chen (USA)

Na dupla mista Jaqueline Lima e Fabricio Rocha ganharam de Nelson Javier/Nairoby Gimenez (DOM) por 2 sets a 0 (21-8 e 21- 15) e enfrentam na semifinal Josephine Wu/ Joshua Hulburt-Yu (CAN).

No individual masculino, Ygor Coelho derrtou Timothy Lam (USA) por 2 sets a 0 (21-16 e 21-6) e enfrenta na semi Jason Ho-Shue (CAN).

Nossa única derrota nas quartas de final foi de Fabiana Silva no individual feminino. Ela perdeu por 2 sets a 1 para Nikite Sotomayor (GUA) e deu adeus à competição. Todas as semifinais serão nesta quinta (1º).





Basquete




Os Estados Unidos estrearam com vitória sobre as Ilhas Virgens, 119 a 84, em partida válida pelo grupo A. A outra partida do grupo foi entre Venezuela e Porto Rico, com vitória dos Portorriquenhos por 73 a 64.

No grupo B, a Argentina - jogando com quase força máxima - atropelou o Uruguai por 102 a 65. Já o jogo entre México e República Dominicana, os dominicanos precisaram da prorrogação por 65 a 61.





Futebol



Pela segunda rodada,  o Paraguai venceu o México por 2 a 1 e divide a liderança do grupo A com a Colômbia, que venceu a Jamaica por 2 a 0. Pelo grupo B, A Argentina venceu o Panamá por 1 a 0 e se garantiu nas semifinais. Já Peru e Costa Rica teve as costarriquenhas vencendo por 3 a 1 e  também se garantindo nas semifinais. 





Ginástica Artística




No segundo e último dia das competições individuais, vieram mais quatro medalhas para garantir a melhor participação brasileira na história da Ginástica Artística em Jogos Pan-Americanos: foram 4 ouros, 4 pratas e 3 bronzes, 11 no total. Todos ouros e pratas foram conquistados pela equipe masculina e os 3 bronzes vieram das meninas.

Mais significativo, o Brasil liderou o quadro de medalhas do esporte pela primeira vez na história, a frente dos EUA e Canadá que ficaram com 3 ouros (11 e 9 no total, respectivamente). O Brasil chegou então aos 14 ouros na história da ginástica, que passa o tênis de mesa, o tênis e o GRD e passa a ser o quinto esporte que mais contribuiu para o país na história dos Pans, atrás do Atletismo, Natação, Judô e Vela.

O dia parecia que não era do Brasil nas primeiras provas: Luis Porto ficou em sétimo no salto com 13.650. O ouro foi para Audrys Nin (DOM), com 14.416 pontos, seguido do guatemalteco Jorge Alfredo Vega (14.383). O bronze foi para Alejandro de la Cruz, com 14.183.

Na trave, duas quedas de Flavia Saraiva a deixaram na quinta posição, com 12.300. Kara Eaker (USA) levou o ouro com folga ao conquistar 15.266 - melhor apresentação desta edição do Pan e  única nota acima de 15 em todos os dias de competição. A prata foi para Elizabeth Black (CAN), com 13.566 e Riley Mc Cusker (USA) levou o bronze, com 13.333.

Mas aí aos poucos a sorte começou a mudar para o Brasil. Caio Souza levou a prata nas barras paralelas, com nota de 14.366, somente atrás do mexicano Isaac Nuñez, com 14.433. Cameron Bock levou o bronze com 14.033 - única medalha da equipe masculina dos EUA no dia.

Saraiva voltou logo para o ginásio e levou seu terceiro bronze no Pan: com uma apresentação empolgante ela marcou 13.766, pouco atrás de Brooklyn Moors (CAN), com 13.900 e Kara Eaker (USA), com 13.800.

E no grande momento do dia para o Brasil, Francisco Barreto e Arthur Nory garantiram ouro e prata para o Brasil na Barra Fixa. Os detalhes desta prova você encontra aqui.




Handebol



O Brasil estreou com vitória no Handebol masculino em cima do México. O relato dessa e das outras partidas da primeira rodada você encontra neste link




Hipismo - Adestramento




Sarah Lockman (USA) venceu a prova do adestramento com 78.980. Tina Irwin (CAN) levou a prata com 77.780 e Jennifer Baumert conquistou o bronze, com 75.755.

Os brasileiros tiveram boa participação mas ficaram longe das medalhas. João Paulo dos Santos terminou em 8º lugar, com 72.685 pontos. Leandro Apareci da Silva ficou em 11º (71.420) e João Victor Marcari Oliva seguiu ele em 12º, marcando 70.665.


Hóquei na grama


A competição feminina teve a sua segunda rodada realizada hoje e só Argentina e Estados Unidos continuam invictos. Confira o resumo do dia no link





Nado Artístico



Após a Rotina Técnica disputada na segunda-feira, as nadadoras voltaram às piscinas de Lima para a prova de Rotina Livre, que também definiu as medalhas e as vagas olímpicas em disputa.

Na disputa por equipes o Brasil conseguiu a nota final de 161.2829 e terminou na quarta colocação. O ouro ficou com o Canadá, que garantiu vaga para o país nos Jogos Olímpicos na disputa por equipes e dueto. México foi prata e Estados Unidos, bronze.

Na prova de dueto, as canadenses Claudia Holzner e Jacqueline Simoneau venceram o ouro com 180.0343 pontos. O México levou a prata com Nuria Diosdado García e Joana Jimenez García, que somaram 174.3661 e carimbou a vaga para seu dueto em Tóquio. O bronze foi para a dupla norte-americana formada por Anita Alvarez e Ruby Remati, com 170.6698.

As brasileiras Laura Miccuci e Luisa Borges terminaram na quarta colocação. Elas chegaram na disputa com os 80.4881 da parte técnica, disputada na segunda-feira, e alcançaram 81.7333 na rotina livre, totalizando 162.2214.





Softbol




México e Argentina farão a grande final do softbol masculino. Os mexicanos derrotaram Cuba por 7 a 4 e os argentinos venceram os Estados Unidos por 7 a 0. Cubanos e americanos disputam o bronze.





Squash




As últimas competições de Squash definiram seus medalhistas nesta quarta-feira.

Na disputa masculina por equipes, os EUA venceram a Colômbia por 2 a 1 e foram medalhistas de ouro; como não há disputa por terceiro lugar, Canadá e México levaram o bronze.

Também houve a definição do quinto ao oitavo lugar; o Brasil iniciou venceu o primeiro jogo contra Argentina por 2-1, mas na disputa pelo quinto lugar contra Guatemala os brasileiros perderam por 2 a 0 e ficaram na sexta colocação.

Final feminina: Os Estados Unidos ficaram como ouro após derrotar o Canadá por 2 a 0; Colômbia e México dividiram o bronze.





Surfe




O Brasil se despediu do formato open no Pan ainda na segunda rodada da repescagem. No masculino, Robson Santos perdeu para o argentino Santiago Muñiz (11.46 x 11.10). Já no feminino, Karol Ribeiro perdeu para a chilena por 9.33 x 3.70.

Já no Longboad masculino, Wenderson Conceição ficou em segundo em sua batria e foi para a segunda rodada, onde ele também passou em segundo para a terceira rodada. Seu adversário na semifinal será Cole Robbins. Se vencer ele vai para a "pré-final" e garante medalha, mas se perder, volta a repescagem, cujo vencedor disputa o ouro com quem ganhar a pré-final.

No Longboard feminino, Chloe Calmon venceu a segunda bateria e se classificou para a semifinal contra Maria Gil Boggan. Ao vencer ela garante no mínimo o bronze.





Tênis


O brasileiro João Menezes, cabeça-de-chave número 7, estreou com vitória tranquila por 2 sets a 0 (6-4; 6-0) diante do uruguaio Franco Roncadelli. O próximo adversário, já pela fase de oitavas, é o argentino Francisco Cerundolo.

Depois de cinco vitórias, o tênis brasileiro conheceu sua primeira derrota nesta quarta-feira. Luisa Stefani perdeu para a canadense Jada Anne Bui, por 2 sets a 0 (6-3; 6-2), mas ainda estreará nas duplas femininas e mistas.





Tiro Esportivo



No primeiro dia das disputas da Pistola de Fogo Rápido 25m, Emerson Duarte terminou em quinto lugar, com 287 pontos, a 4 pontos do líder Jorge Álvarez Lances (CUB). Vladimir da Silveira ficou em 14º lugar, com 274 pontos. Nesta quinta-feira acontece o segundo dia de eliminatórias e os seis primeiros seguem à final.

Roberto Schmits e Janice Teixeira terminaram em 10º na Fossa Olímpica por Equipes e não se classificaram para a final. As duplas dos EUA fizeram dobradinha com ouro e prata e o Canadá levou o bronze.




Vôlei



Depois das areias, os confrontos do vôlei mudaram para as quadras. Pelo Grupo A da competição masculina, Porto Rico derrotou Peru por 3 a 1 e a Argentina derrotou Cuba por 3 sets a 0.

No grupo B, uma zebra: O Chile venceu os Estados Unidos por 3 sets a 1. Brasil e México encerraram o dia no vôlei e o Brasil venceu  o México  por 3 sets a 1 (25-23,25-19, 22-25 e 25-22). Abouba foi o maior pontuador brasileiro.


Em um dia com poucas medalhas em disputa, o Brasil seguiu em terceiro lugar, ameçado pelo Canadá. Confira o nosso quadro de medalhas:





fotos: Alexandre Loureiro/COB, Ricardo Bufolin/CBG e Maria Delgado/Surto Olímpico

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes