Jogadora chinesa de vôlei campeã olímpica no Rio tem resultado positivo em antidoping


A agência chinesa anti-doping (CADA) anunciou que Yang Fangxu testou positivo para a substância EPO, também conhecida como Eritropoetina. A jogadora de 24 anos foi suspensa por quatro anos após um controle fora-de-competição e assim ficará de fora dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Apesar do anúncio atual, o teste foi realizado em 11 de agosto de 2018, e assim ela está banida até 2022.

Ela teria se aposentado após o ouro olímpico no Rio de Janeiro, mas estava na lista de convocadas para os Jogos Asiáticos que aconteceram no ano passado. O técnico Lang Ping teria dito na época que ela foi cortada por lesão, mas a verdade finalmente veio à tona.

A Eritropoetina é um hormônio que promove a produção de células sanguíneas vermelhas, que por sua vez aumentam a quantidade de oxigênio transportado no sangue e assim o atleta tem uma maior resistência muscular.


Foto: VCG

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes