Filha de campeã no Parapan de Toronto 2015 tenta repetir feito da mãe em Lima 2019


Foi nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015 que Jane Karla sentiu uma das maiores emoções de sua carreira. O ouro no tiro com arco feminino colocou a goiana entre as melhores do mundo em sua modalidade. Quatro anos mais tarde, ela novamente será representada na competição continental. Agora, por sua filha Lethícia Lacerda, que está entre as convocadas aos Jogos de Lima 2019, cuja cerimônia de abertura ocorrerá no dia 23, no Estádio Nacional. 

Lethícia é mesa-tenista, a exemplo da mãe no início de carreira, e do pai, Lincoln Lacerda. Ela integra a delegação brasileira, composta por 337 atletas e um total de 513 integrantes. A atleta de 17 anos despontou no Parapan de Jovens de São Paulo, em 2017, quando faturou o ouro na categoria 8. Desde então, é presença constante em torneios internacionais da modalidade. Jane, por sua vez, não poderá defender seu título, já que o tiro com arco não faz parte do programa de Lima 2019.

"Minha mãe me ajudou muito até aqui. Ela tem rodagem nesse tipo de competição e me disse muitas coisas, desde como fazer para arrumar as malas, até falar um pouco como foi a experiência dela. Todo dia recebo mensagens dela dando apoio e me perguntando como estou, para permanecer focada. Ela é meu grande orgulho e me espelho muito nela", disse a atleta, diagnosticada com uma doença genética que causa fortes dores nas articulações e compromete a sua mobilidade.

O tênis de mesa é responsável pela terceira maior equipe nacional em Lima. Lethícia é das 30 brasileiras em ação. Apesar de a cerimônia de abertura estar marcada para o dia 23, no dia anterior, 22, acontecerão os primeiros duelos da modalidade. "Estar aqui para uma competição tão grande e importante é uma sensação muito boa! Tudo mal começou e já estou sentindo tudo isso, imagina quando começarem os jogos. Meu objetivo principal é dar o meu melhor em casa duelo. E, se der, que venha de brinde uma medalha! Realmente seria um sonho conseguir chegar no pódio", completou. 

Neste domingo, mais um grupo de brasileiros desembarcou em Lima. Atletas de basquete em cadeira de rodas, futebol de 5, futebol de 7, goalball, judô e natação chegaram à Vila dos Atletas para iniciar a preparação para os Jogos. As equipes que chegaram no sábado, 17, já fizeram os primeiros treinos. Rúgbi em cadeira de rodas, tênis de mesa e vôlei sentado estiveram em ação. 

Esta é maior delegação brasileira na história de Parapans e todas as 17 modalidades terão representantes nacionais. O Brasil busca repetir o feito das três últimas edições dos Jogos continentais. Desde o Rio 2007, quando a competição passou a ser realizada na mesma sede dos Jogos Pan-Americanos (tal qual ocorre nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos), os atletas brasileiros não conhecem outro resultado que não seja o primeiro lugar no quadro geral de medalhas. Foi assim em 2007, em Guadalajara 2011 e em Toronto 2015. Neste último, foram obtidas 257 medalhas, das quais, 109 de ouro, 74 de prata e 74 de bronze.

Foto; CPB

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes