Thiago Braz passa em branco na etapa de Lausanne da Diamond League


Foi disputada nesta sexta-feira (5) em Lausanne (SUI), a oitava etapa da Diamond League, que contou com a presença apenas de um único brasileiro. Na prova do salto com vara, o brasileiro Thiago Braz mais uma vez decepcionou e passou em branco, já que queimou os seus três saltos para 5.41m e foi o único a não obter marca entre os dez atletas. A vitória da prova ficou com o polonês Piotr Lisek, que fez a melhor marca da carreira saltando para 6.01m, batendo o recorde do meeting e assumindo a liderança do ranking mundial. Ele deixou para trás o americano Sam Kendricks, que saltou para 5.95m, sua melhor marca na temporada.

Outras seis provas masculinas foram disputadas pela corrida do diamante. Nos 200m rasos, o americano Noah Lyles fez a melhor marca da vida com 19.50, recorde do meeting e assumindo a liderança do ranking mundial. O equatoriano Alex Quiñónez fez também sua melhor marca pessoal com 19.87, com o canadense Andre de Grasse em terceiro (19.92). Nos 110m com barreiras, a vitória ficou com o espanhol Orlando Ortega, com o tempo de 13.05, sua melhor marca no ano.

Nos 800m rasos, o Quênia ocupou as três primeiras posições em que a vitória ficou para Wyclife Kinyamal com o tempo de 1:43.78. Nos 1.500m rasos também deu Quênia, com a vitória ficando para Timothy Cheruiyot, batendo o recorde do meeting e estabelecendo a melhor marca do ano com 3:28.77. Já nos 5.000m o domínio foi da Etiópia, ocupando as três primeiras posições, em que a vitória ficou com Yomif Kejelcha, com o tempo de 13:00.56, sua melhor marca no ano. E no salto em distância, o cubano Juan Miguel Echevarría levou a melhor saltando para 8.32m.

No feminino, sete provas valeram a corrida pelo diamante. Nos 100m rasos quem levou a melhor foi a jamaicana Shelly-Ann Fraser-Pryce com o tempo de 10.74. Nos 400m rasos, a baremita Salwa Eid Naser venceu mais uma, dessa vez batendo o recorde do meeeting e estabelecendo sua melhor marca no ano, com o tempo de 49.17. Nos 400m com barreiras, a americana Shamier Little levou a melhor com o tempo de 53.73, seu melhor tempo no ano.

No salto em altura, Mariya Lasitskene venceu mais uma saltando para 2.02m. No salto triplo, a colombiana Caterine Ibarguen fez a sua melhor marca do ano com 14.89m, sete centímetros à frente da venezuelana Yulimar Rojas. No arremesso de peso e lançamento do dardo deu Alemanha. Christina Schwanitz venceu a prova do arremesso do peso com 19.04m. E no lançamento do dardo quem se deu bem foi Christin Hussong, lançando para 66.59m, sua melhor marca do ano. 

A próxima etapa da Diamond League acontecerá em Mônaco no dia 12 de julho.

Foto: Divulgação/IAAF


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes