Surto História - O recorde de Gustavo Borges


Gustavo Borges pisava em Santo domingo como o maior medalhista pan-americano brasileiro, com 15 medalhas. E em seu quarto e último pan, ele queria aumentar sua coleção, que começou aos 18 anos em Havana 91, competição que fez o mundo conhecer o nadador brasileiro, que ganharia quatro medalhas olímpicas em Barcelona-92, Atlanta-96 e Sydney-2000

Com o peso da idade cada vez maior,  Borges teve que contar com ajuda dos companheiros para conseguir mais medalhas. a Primeira veio no 4x200m livre. Os americanos dispararam na frente e só restou a Carlos Jayme, Rafael Mosca, Gustavo Borges e Rodrigo Castro administrar a vantagem para o Canadá e ficar com a prata.

A segunda medalha foi na prova individual em que era sua especialidade, os 100m livre. Borges fez o terceiro melhor tempo nas eliminatórias e ele repetiu a proeza na final, ficando com a medalha de bronze. A terceira foi uma medalha dourada, no 4x100m com Carlos Jayme, Borges, Fernando Scherer e Jáder Souza. 

A última medalha veio  na última prova de natação do Pan na cidade dominicana. O 4x100m medley mais uma vez os americanos dispararam na frente e Brasil e Canadá brigavam pela prata. Borges foi o último do Brasil a cair na piscina e garantiu a prata do Brasil, a vigésima primeira - recorde da natação brasileira em Pan-americanos.

Além do recorde de medalhas - dezenove - Borges teve outro recorde de medalhas de ouro, com oito - empatado com o mesatenista Hugo Hoyama

Gustavo Borges encerrou sua carreira após os jogos de Atenas em 2004 e entrou para o hall da fama da natação em 2012. do Brasil, somente ele e Maria Lenk estão nesse seleto grupo. Em 2015, Thiago Pereira superou o recorde de medalhas de Gustavo Borges. 


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes