Brasil já está no Cazaquistão para as disputas do Mundial de Levantamento de Peso Paralímpico


A delegação brasileira embarcou na segunda-feira, 8, ao Mundial Paralímpico de Halterofilismo, em Nur-Sultan, no Cazaquistão. Onze atletas representarão o Brasil nos nove dias de competições, de 12 a 20 de julho. A equipe chega à capital cazaque na manhã do dia 10, em busca de performances de impacto para o ranking que definirá as vagas da modalidade aos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. 

"Nossas expectativas são muito boas para este Mundial de Halterofilismo. Esta é uma modalidade que se desenvolveu muito no Brasil nos últimos anos, então a gente espera sim uma participação muito boa. Nossos atletas estão muito bem treinados e acreditamos em um bom resultado neste Mundial", disse Alberto Martins da Costa, diretor-técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro. 

O Mundial será disputado no Congress Center, um moderno complexo inaugurado em 2017 para a Expo Astana. Astana é, inclusive, o antigo nome da cidade. A capital do Cazaquistão passou a chamar-se Nur-Sultan em março deste ano, em homenagem a Nur-Sultan Nazarbayev, ex-presidente do país que renunciou ao cargo. 

Um dos destaques da Seleção Brasileira é o baiano Evânio Rodrigues. Medalhista de prata na categoria até 88kg nos Jogos do Rio 2016, ele tentará novamente subir ao pódio em um grande evento internacional. Há dois anos, no Mundial da Cidade do México, foi ele o responsável por obter a única medalha do país nas divisões adultas (um bronze).

O Mundial de Nur-Sultan contará com novidades em seu formato. O último dia de competições, por exemplo, terá disputas mistas por equipe - algo que não houve nas últimas edições da competição. O Mundial Júnior voltará a ocorrer logo após a cerimônia de abertura. O Brasil será representado por quatro atletas: Lara Aparecida, Marcos Terentino, Lucas Manoel e Vinicius Freitas. 

Na última edição do Mundial de Halterofilismo, na Cidade do México, em 2017, o Brasil conquistou quatro medalhas. Foram três pódios na competição júnior, com Lucas Manoel (ouro), Mateus de Assis (prata) e Vitor Afonso (bronze). Houve, ainda, o bronze obtido pelo baiano Evânio Rodrigues, na divisão até 88kg, entre os adultos.

Foto: CPB

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes