Artur Taymazov perde segundo ouro olímpico por doping em teste retroativo de Londres-2012


O lutador uzbeque Artur Taymazov foi mais uma vítima de exames anti-doping retroativos e perdeu a medalha de ouro conquistada na Luta Livre em Londres-2012. O antigo tri-campeão olímpico já tinha tido seu ouro de 2008 anulado em 2016, pelo uso de esteróides. Ele também ganhou uma medalha de prata nos jogos de Sidnei, em 2000, competindo nos 130kg, sua única medalha olímpica ainda válida, e venceu em 2003 e 2006 o campeonato mundial da modalidade dos 120kg.

Os resultados são parte do programa de reanálise do Comitê Olímpico Internacional (COI), que testa amostras antigas usando novas práticas e métodos não disponíveis em 2012. Durante os jogos de Londres apenas nove atletas foram pegos no doping, mas 60 atletas tiveram seus resultados anulados em programas de re-teste, incluindo 24 perdas de medalhas. 

Atual deputado russo, ele é o segundo atleta a ser reprovado em testes retroativo de Pequim-2008 e Londres-2012, depois da levantadora de peso cazaque Ilya Ilyin. O outro finalista da prova de 120kg em Londres, Davit Modzmanashvili (GEO) já havia perdido sua medalha de prata por doping. O russo Bilyal Makov, que havia sido anunciado como novo medalhista de prata continuou com sua medalha de prata e o outro medalhista de bronze, Komeil Ghasemi (IRI) foi anunciado como o novo medalhista de ouro. Não foram dadas explicações pela escolha de Ghasemi ou porque não foram dadas duas medalhas de ouro aos medalhistas de bronze.

O norte-americano Tervel Dlagnev irá receber uma medalha de bronze, assim como Daulet Shabanbay (KAZ), que já tinha subido na lista após o caso de Modzmanashvili.

De acordo com as regras do COI, as amostras de Londres podem ser re-testadas durante um período de oito anos, ou seja, até ano que vem. Os dados coletados de 2015 adiante têm um prazo de dez anos para serem testados.

Outros seis medalhistas de ouro de Londres já perderam seus títulos: as russas Tatyana Lysenko (lançamento de martelo), Yuliya Zaripova (3.000m com barreiras), e quatro atletas de Levantamento de Peso do Cazaquistão: Zulfiya Chinshanlo (53kg feminino), Maiya Maneza (63kg fem) e Svetlana Podobedova (75kg fem); Artur Taymazov (120kg masculino).

Foto: Reuters

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes