Aldemir dos Santos fica em terceiro na etapa de Londres da Diamond League e conquista o índice para Tóquio 2020


A etapa de Londres da Diamond League teve o seu complemento neste domingo (21). No masculino, três provas foram disputadas valendo a corrida pelo diamante. Nos 400m rasos, o jamaicano Akeem Bloomfield venceu a prova com certa tranquilidade marcando o tempo de 44.40, sua melhor marca no ano. Na prova do lançamento do disco, o sueco Daniel Stahl venceu mais uma ao lançar para 68.56m, recorde do meeting. No salto em altura, o sírio Majd Eddin Ghazal venceu a prova com a marca de 2.30m, superanco em três centímetros o catari Mutaz Essa Barshim.

A prova dos 200m rasos, que não contou pontos para a corrida pelo diamante, teve a participação do brasileiro Aldemir dos Santos, que fez uma ótima prova ficando na terceira posição com o tempo de 20.17, sua melhor marca do ano, obtendo também o índice para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, já que a marca mínima exigida é de 20.24. Aldemir ficou apenas a dois centésimos da melhor marca pessoal. A vitória ficou com o chinês Zhenye Xie, que com o tempo de 19.88 fez a sua melhor marca pessoal e bateu o recorde asiático da prova.

A prova do revezamento 4x100m masculino, que também não valeu pelo diamante, contou com a presença do Brasil, mas sem a presença de Paulo André, principal corredor brasileiro.. A equipe formada por Rodrigo Nascimento, Jorge Vides, Derick Souza e Aldemir dos Santos ficou em quarto lugar com o tempo de 38.01, quatro centésimos melhor que o obtido no Mundial de Revezamento, quando o Brasil se sagrou campeão. A prova foi vencida pela Grã Bretanha com o tempo de 37.60, melhor marca do ano na prova.

No feminino foram disputadas quatro provas que contaram pontos para a corrida pelo diamante. Nos 100m rasos, a brasileira Rosângela Santos ficou em último na sua bateria semifinal com o tempo de 11.43, não avançando para a final. A vitória ficou com a jamaicana Shelly-Ann Fraser-Pryce com o tempo de 10.78.

Já nos 400m com barreiras, a jamaicana Rushell Clayton levou a melhor com o tempo de 54.16, melhor marca pessoal. No salto em distância, a alemã Malaika Mihambo bateu o recorde do meeting com 7.02m, ficando com a vitória.

A prova dos 5.000m foi bastante forte, com boa parte das atletas marcando os seus melhores tempos pessoais. O Quênia fez dobradinha, com o triunfo ficando para Hellen Obiri com o tempo de 14:20.36, melhorando em quase dezessete segundos a melhor marca do ano na prova e em treze segundos o recorde do meeting. Em seguida chegou a compatriota Agnes Jebet Tirop com o tempo de 14:20.68, melhor marca pessoal.

A próxima etapa será disputada também em solo britânico, já que Birmingham sedia o evento no dia 18 de agosto.

Foto: Divulgação/CBAt

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes