Roland Garros 2019 - Dia 14: Ashleigh Barty conquista seu primeiro Grand Slam


Antes da final feminina, o penúltimo dia de Roland Garros começou com o complemento da segunda semifinal masculina entre o sérvio Novak Djokovic e o austríaco Dominic Thiem. O jogo tinha sido interrompido pela chuva no dia anterior, com 1 set a 1 e Thiem liderando o terceiro set por 3-1, set este que foi vencido pelo austríaco por 7-5, com a parcial devolvida pelo sérvio no quarto set, levando a partida para o set decisivo.

No quinto set, Thiem liderava por 4-1, quando a partida novamente foi interrompida pela chuva, cuja paralisação durou cerca de uma hora. O jogo retornou com uma sequência de três quebras de saque, sendo que no nono game, Thiem sacava para a partida e chegou a ter dois match points, mas não aproveitou as oportunidades e teve o seu saque quebrado. Mas no décimo segundo game, Thiem não desperdiçou a chance, quebrou o saque de Djokovic e fechou o jogo em 7-5, se garantindo na decisão.

Dominic Thiem e Rafael Nadal reeditam assim a final de Roland Garros do ano passado, vencida pelo espanhol por 3 sets a 0. No histórico do confronto, Nadal leva vantagem com 8 triunfos, contra 4 do austríaco. Porém, no último confronto entre ambos, no ATP 500 de Barcelona, Thiem levou a melhor.

Na final feminina, a australiana Ashleigh Barty conquistou o seu primeiro Grand Slam, ao derrotar a tcheca Marketa Vondrousova por 2 a 0, em uma hora e dez minutos de partida. Barty foi absoluta por toda a partida e já abriu 4-0 logo no começo, com duas quebras de saque em cima da Vondrousova, que demonstrava muito nervosismo em quadra, errando bastante e ganhando apenas 29% dos pontos em seu primeiro serviço. A tcheca até devolveu uma das quebras no quinto game, mas a australiana quebrou novamente o serviço da Vondrousova no game seguinte, para fechar em seguida o set em 6-1.

Barty não relaxou e já começou o segundo set quebrando o serviço da Vondrousova, que até teve chance de devolver a quebra no game seguinte, porém foi salvo pela australiana, que não teve mais o seu saque ameaçado e ainda quebrou novamente o saque da tcheca, para fechar o set em 6-3, para se consagrar no saibro de Paris.

Confira o ponto que deu o título a Ashleigh Barty:

A Austrália volta a ter uma campeã de simples em Roland Garros depois de 46 anos, já que a última a conseguir tal feito foi Margaret Court em 1973. Já na história dos Grand Slams, Barty encerrou um jejum de quase 8 anos sem uma tenista do país conquistar um título, já que a última foi Samantha Stosur, que levou o US Open em 2011.

A conquista fará com que Ashleigh Barty assuma a segunda colocação do ranking mundial da WTA, atrás apenas da japonesa Naomi Osaka. Já Marketa Vondrousova aparecerá na 16ª posição na próxima atualização do ranking.

Matheus Pucinelli conquista título juvenil de duplas

O brasileiro Matheus Pucinelli e o argentino Thiago Agustin Tirante foram campeões da chave de duplas ao derrotarem o italiano Flavio Cobolli e o suíço Dominic Stephan Stricker por 2 a 0 (7-6(3) e 6-4). Matheus é o segundo brasileiro a conquistar o título juvenil em Paris. O primeiro foi o ninguém mais que Gustavo Kuerten, o Guga, em 1994, ao lado do equatoriano Nicolas Lapentti.

Foto: FFT

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes