Quatro recordes mundiais são quebrados no Circuito Brasileiro de Atletismo Paralímpico


Foi disputado no último final de semana em São Paulo o circuito brasileiro de atletismo paralímpico e nele vimos a quebra de dois recordes mundiais: Beth Gomes quebrou o recorde do arremesso de peso e de disco na categoria F52, André Rocha no arremesso de peso na categoria F53 e Petrucio Ferreira nos 200m rasos na categoria T47

Com a marca de 7,68m, Beth superou os 6,14m da jamaicana Cassie Mitchell, que perdurava desde 2013 no último sábado (8). Beth já havia arremessado o peso acima da marca da rival continental anteriormente. A homologação do resultado, no entanto, não foi feita por causa da sua classificação funcional, na época ainda sob análise. No Open Internacional, em abril, ela foi confirmada como atleta da classe F52.  À tarde, ela voltou à ação e derrubou a marca do lançamento de disco, com 15,74m - melhor do que os 15,28m da tcheca Martina Kniezkova, vigente desde 2004.

André Rocha, por sua vez, registrou 10,04m em sua prova, mais de 1 metro a mais do que sua antiga marca de 8,83m, registrada no ano passado. Já Petrucio Ferreira bateu o recorde mundial dos 200m com o tempo de 21s10. O tempo anterior era de 21s17 e foi registrado por ele próprio, no Grand Prix de Berlim, Alemanha, em julho do ano passado. O atleta é o atual campeão mundial da prova, que não estará no programa dos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. 

A competição terminou com quatro recordes mundiais batidos, além de dez novas marcas das Américas e 20 recordes brasileiros. A segunda etapa nacional do Circuito Brasileiro será nos dias 10 e 11 de agosto, no CT Paralímpico, em São Paulo. Já a terceira fase nacional receberá a denominação de Campeonato Brasileiro, que está programado para ocorrer nos dias 28 a 29 de setembro, também no CT, e fecha o período de classificação ao Mundial.

foto: WAgner Carmo/Exemplus/CPB 

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes