Portugal comemora a primeira jogadora de basquete no Hall da Fama


Patrícia Nunes Penicheiro, ou apenas Ticha, como passou a ser conhecida há mais de duas décadas para facilitar a vida aos norte-americanos, entrou para o Hall da Fama do basquete feminino, tornando-se a primeira jogadora portuguesa a conquistar tal feito.

Em uma cerimônia em Knoxville, estado norte-americano do Tennessee, a portuguesa, prestes a completar 45 anos, atualmente empresária de jogadoras, recebeu a homenagem com emoção: "Quando era pequena tinha muitos sonhos que pareciam bem loucos, mas deixaram de ser quando eu os consegui concretizar. E aqui estou eu, no Hall da Fame. É surreal".

O agradecimento se estendeu aos pais da ex-jogador: "Foi graças a eles que tudo isto aconteceu. Deram-me uma bola de basquete aos seis anos e nunca mais quis largar. Desde jovem que queria ser profissional, primeiro jogando com homens e depois com meninas. Sempre me disseram que as garotas não serviam para jogar basquetebol. Eu sempre pensei de forma diferente".

A atleta foi campeã da WNBA em 2005 e, por quatro vezes, all-star da competição. 

Até 2017, Ticha foi a líder da história da WNBA em assistências (1.121) e, em 2016, foi uma das escolhidas para integrar a lista das 20 melhores da liga.

Ela foi campeã portuguesa em 1992/93, duas Taças de Portugal em 1992/93 e 1993/94; duas vezes campeã polonesa em 1999/2000 e 2000/2001, Taça da Itália em 2001/2002, campeã francesa em 2004/2005, vencedora da Conferência Oeste da WNBA em 2005, vencedora da WNBA em 2005 pelos Sousinis e campeã da Eurocup em 2006 pelo Spartak de Moscou.






Foto: Divulgação

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes