Nadador Gabriel Santos é pego com substância anabólica em exame antidoping


Nadador titular do revezamento 4x100m livre da seleção brasileira e hexacampeão nacional dos 100m livre, o paulista Gabriel Santos, de 23 anos, foi pego em exame antidoping fora de competição realizado em maio. O velocista teve detectada a substância clostebol em um teste de urina feito no dia 20 de maio, em São Paulo, e pode ficar fora dos principais torneios internacionais da temporada, para os quais estava classificado. As informações são do site 'globoesporte.com'

O comunicado da infração, assinado pelo diretor executivo da Fina (Federação Internacional de Natação), Cornel Marculescu, foi expedido nesta terça-feira (25) e direcionado a três entidades: Wada (Agência Mundial Antidoping), CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos) e ABCD (Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem).

O clostebol é um anabólico sintético - a substância foi, por exemplo, o que ocasionou o doping de Maurren Maggi em 2003; Maurren alegou que usou uma pomada cicatrizadora que continha a substância e levou uma suspensão de dois anos após a detecção. Outro nadador com passagem olímpica pela seleção, Henrique Rodrigues também foi pego com clostebol.

Gabriel tem, a partir de agora, dez dias para pedir a abertura da contraprova à Fina. Ele estava classificado para disputar revezamento 4x100m livre no Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de Gwangju, na Coreia do Sul, que começa no próximo dia 12 de julho, e nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru. Até o momento dessa postagem, nenhum suspensão preventiva foi aplicada ao nadador.

foto: Sátiro Sodré/SS Press/CBDA/

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes