Na celebração do Dia Olímpico, Hortência recebe homenagem e entra para o Hall da Fama do COB


Clínicas esportivas, ações educativas para centenas de crianças, bate-papo com a medalhista olímpica Yane Marques e Hall da Fama com Hortência Marcari. Foi dessa forma que o Comitê Olímpico do Brasil (COB) promoveu nesta terça-feira, 25 de junho, o Dia Olímpico, que comemora o aniversário de fundação do Comitê Olímpico Internacional (COI), em 23 de junho de 1894, e o renascimento dos Jogos Olímpicos. O evento foi realizado no Centro de Treinamento Time Brasil, no Parque Aquático Maria Lenk, Rio de Janeiro.
“Foi uma manhã muito divertida, de celebração ao Dia Olímpico, em que pudemos realizar uma série de atividades e transmitir um pouco dos valores olímpicos. Foi uma grande oportunidade para as crianças experimentarem quatro novas modalidades esportivas: karatê, basquete 3x3, beisebol e vela”, disse Marco La Porta, vice-presidente do COB.
As primeiras atividades do dia, do programa Transforma, reuniram cerca de 250 crianças das Escolas Municipais Olímpicas Emma D’Ávila de Camillis e Edmundo Bittencourt. Após assistirem a uma peça de teatro que transmite os valores olímpicos, foram realizadas quatro clínicas esportivas. Depois, as crianças ainda tiraram fotos com o Ginga, mascote do Time Brasil, e bateram um papo com a medalhista olímpica Yane Marques, bronze no pentatlo moderno em Londres 2012, e José Neto, técnico da seleção feminina de basquete.
“Essa experiência vai muito além de hoje. Por que não acreditar que daqui sairão interessados em viver uma vida dedicada ao esporte? Eles puderam incorporar certos princípios que o esporte ensina de uma maneira lúdica. São valores que aprendemos nas pistas, nos tatames e nas piscinas, mas que levamos para as nossas vidas”, explicou Yane. 
Um dos momentos mais marcantes do evento reuniu a Rainha do basquete, Hortência, que eternizou suas mãos no Hall da Fama do COB. Prestigiada por grandes nomes do esporte olímpico brasileiro, como Lars Grael, Luísa Parente e Patrícia Amorim, além do Diretor Geral do COB, Rogério Sampaio, o presidente do Conselho de Ética do COB, Alberto Murray, e o CEO da Confederação Brasileira de Voleibol, Radamés Lattari, a campeã mundial em 1994 e medalhista de prata em Atlanta 1996 comemorou o fato de passar a integrar um seleto grupo de ídolos do esporte nacional.

“Essa homenagem mostra que vale a pena escolher o caminho do esporte, se entregar a ele e tentar ser a melhor atleta. Não foi algo fácil, encontrei muitas dificuldades pelo caminho, mas isso me fez crescer. E depois de todo aquele sacrifício que o atleta precisa fazer durante a carreira, agora é o momento das homenagens. Vamos aproveitar.”

Foto: COB

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes