Mundial Sub-21 de Vôlei de Praia 2019 - Dia 5


O Brasil lutará por medalhas nos naipes masculino e feminino do Campeonato Mundial Sub-21 de vôlei de praia, disputado em Udonthani (Tailândia). Na madrugada deste sábado (22.06), Rafael e Renato (PB) avançaram para a final do torneio após vencerem duas partidas, pelas quartas e semifinais. No naipe feminino, Vitoria e Victoria (RJ/MS) também seguem invictas e chegaram à semifinal passando por adversárias nas oitavas e quartas de final. 

A disputa da medalha de ouro de Rafael e Renato acontece neste domingo (23.06), às 5h (de Brasília) contra os italianos Jakob Windisch e Alberto Di Silvestre. O duelo terá transmissão ao vivo pelo canal da Federação Internacional de Voleibol (Fivb) no Youtube. Já Vitoria e Victoria encaram pela semifinal as espanholas María Carro e Daniela Álvarez à 00h de domingo. A disputa da final feminina ocorre também no domingo, às 6h. 

Rafael e Renato, assim como os italianos chegam invictos à decisão. A dupla brasileira conta com a experiência de Renato, que já conquistou o Mundial Sub-19 (2016) e o próprio Mundial Sub-21 (2017). Pela primeira vez, porém, terá a oportunidade de conquistar o título ao lado do irmão gêmeo, fato que emocionou o atleta paraibano após a vitória na semifinal. 

“Foi uma partida difícil e muito emocional, meu irmão me ajudou demais. A chave para vencermos foi nosso foco e tranquilidade. Nos mantivemos unidos nas situações de dificuldade. Quero agradecê-lo por ser o melhor, estou muito feliz com essa vaga na final. Ele é o melhor defensor da nossa categoria e fico feliz por podermos alcançar isso juntos”, disse. 

A semifinal foi o único duelo em que a dupla brasileira perdeu um set nas seis vitórias conquistadas até aqui no Mundial Sub-21. Eles superaram os mexicanos Miguel Sarabia e Raymond Stephens de virada, com parciais de 19/21, 21/14, 15/11, em 46 minutos. Antes, pelas quartas de final, ainda na madrugada de sábado, a dupla havia vencido os russos Shekunov/Veretiuk por 2 sets a 0 (21/13, 21/13), em 30 minutos. 


No feminino, Vitoria e Victoria mantiveram os 100% de aproveitamento e chegaram ao quinto triunfo consecutivo no Mundial Sub-21, avançando à semifinal. Nas quartas de final, a dupla superou as tailandesas Pakham e Khanok por 2 sets a 0 (21/17, 21/13), em 36 minutos. Horas antes, pelas oitavas de final, as brasileiras comandadas pelo técnico Marcelo Carvalhaes tinham superado as alemãs Ziemer/Schieder também por 2 a 0 (21/10, 21/11), em 27 minutos. 

Victoria analisou o duelo pelas quartas de final, pela primeira vez enfrentando um time da casa. A sul-mato-grossense campeã mundial Sub-19 de 2016 segue na briga para aumentar o número de mundiais de base no currículo, agora no Sub-21. 

“Foi uma partida bastante difícil, nossas adversárias contavam com todo apoio da torcida local. Elas possuem uma bloqueadora muito alta, que dificultou nossa virada de bola, são um time muito bom. Tivemos que nos superar, manter a concentração muito alta para não darmos pontos em erros e sair com essa vitória. Estamos muito felizes por alcançar o objetivo de chegar à semifinal, vamos um passo de cada vez”, disse Victoria. 

As brasileiras encaram na semifinal as espanholas Carro e Álvarez, que somam seis jogos, com quatro vitórias e duas derrotas. Elas tiveram que disputar uma rodada a mais, da repescagem, em comparação com Vitoria/Victoria. Do outro lado da semifinal, as russas Bocharova/Voronina encaram as alemãs Muller/Schulz por uma vaga na final. Vitoria analisou as adversárias da semifinal.

"Nossa comissão técnica filmou a partida delas contra nossa outra dupla brasileira, Thamela e Ingridh, vamos estudar bastante. São duas atletas bastante altas, mas vamos analisar a melhor estratégia e nos superar novamente. Unidas e jogando com a torcida que temos recebido do Brasil", disse.

Foto: FIVB

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes