Darlan Romani fica em terceiro lugar na etapa de Roma da Diamond League


O Estádio Olímpico de Roma foi palco da quarta etapa da temporada da Diamond League, que contou com a participação de três brasileiros.

Masculino:

Na prova do arremesso de peso, que não contou com a presença do americano Ryan Crouser e do neozelandês Tomas Walsh, a vitória ficou com o polonês Konrad Bukowiecki, que bateu o recorde do meeting, com a marca de 21.97m, seguido do americano Darrell Hill com a marca de 21.71m. O brasileiro Darlan Romani teve cinco dos seus seis arremessos válidos, sendo o melhor deles obtido na segunda tentativa, com a marca de 21.68m, que lhe deu a terceira posição na prova. Na classificação geral do diamante, Darlan Romani divide a liderança com Dareell Hill com 12 pontos.

Nos 110m com barreiras, os três primeiros colocados fizeram seus melhores tempos na temporada, com a vitória ficando com Sergey Shubenkov, com o tempo de 13.26, seguido do britânico Andrew Pozzi (13.29) e do sul-africano Antonio Alkana (13.30). O brasileiro Gabriel Constantino ficou em quarto lugar, com o tempo de 13.50.

Os americanos Michael Norman e Noah Lyles fizeram dobradinha na prova dos 200m rasos, com Norman batendo o recorde do meeting, fazendo o tempo de 19.70, dois centésimos à frente do compatriota. Em terceiro chegou o equatoriano Alex Quiñónez, que fez sua melhor marca do ano com 20.17, deixando pra trás o turco Ramil Guliyev, que ficou em quarto com 20.35.

Nos 800m rasos, o americano Donavan Brazier venceu a prova, estabelecendo a melhor marca da temporada com 1:43.63, apenas dois centésimos à frente do botsuano Nijel Amos. Nos 5.000, a Etiópia ficou nas três primeiras posições, com a vitória ficando para Telahun Haile Bekele, com o tempo de 12:52.98, sua melhor marca pessoal e melhor marca do ano.

No salto em altura, a vitória ficou com o ucraniano Bohdan Bondarenko, que saltou para 2.31m, igualando a melhor marca do ano com o sírio Majd Eddin Ghazal, que havia feito esta marca na etapa de Doha e que foi segundo lugar nesta prova. E no salto triplo, o americano Omar Craddock levou a melhor, com a marca de 17.50m.

Feminino: 

Nos 100m rasos, a jamaicana Elaine Thompson ficou com a vitória, estabelecendo a melhor marca do ano com 10.89. A prova contou com a participação da brasileira Vitória Cristina Rosa, que ficou em sexto lugar com o tempo de 11.22. Na classificação do diamante, Vitória está em terceiro lugar com 8 pontos. Thompson e a americana Aleia Hoobs lideram com 14 pontos.

Nos 400m rasos, a baremita Salwa Eid Naser conquistou a sua segunda vitória na temporada, com o tempo de 50.26, sua melhor marca no ano. Outra que venceu a segunda na temporada foi a americana Dalilah Muhammad, nos 400m com barreiras, com o tempo de 53.67, seguida da compatriota Shamier Little com 54.40. Nos 1.500m, a etíope Genzebe Dibaba venceu a prova com o tempo de 3:56.28, estabelecendo o melhor tempo do ano.

No salto com vara, a sueca Angelica Bengtsson surpreendeu e venceu a prova, saltando para 4.76m, fazendo sua melhor marca pessoal. Outra surpresa veio na prova do salto em distância, em que a alemã Malaika Mihambo venceu a prova, saltando para 7.07m, melhor marca do ano e sua melhor marca pessoal, desbancando em vinte centímetros a colombiana Caterine Ibarguen. E no lançamento do dardo, a chinesa Lyu Huihui venceu a segunda na temporada, com a marca de 66.47m.

A próxima etapa da Diamond League será disputada em Oslo no dia 13 de junho.

Foto: Divulgação/IAAF

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes