Coreia do Sul bate Japão do quadro de medalhas no Grand Slam de Judô em Hohhot


Não é todo dia que o Japão é preterido em um torneio de judô. Porém, no Grand Slam de Hohhot, na China, os japoneses foram superados pela forte equipe da Coreia do Sul, que levou para casa quatro títulos. Em um fim de semana dominado por asiáticos, a Alemanha se destacou por ser a equipe que levou mais medalhas para casa: 8 no total (1 ouro, 1 prata e 6 bronzes). 

Um total de 419 atletas estiveram na China para disputar o campeonato que ocorreu no último final de semana, entre os dias 24 e 26 de maio.

O Grand Prix teve inicio na sexta (24). Nas categorias masculinas, a Coreia do Sul foi dominante. Ouro para Won Jin Kim (-60kg) e para o seu compatriota Limhwan Kim (-66kg). Entre as mulheres, a Coreia do Norte foi o destaque e levou dois ouros: Yu Sun Jon, na -48kg, e Kim Jin A, na -57kg. Na -52kg, no entanto, ninguém foi páreo para a campeã mundial Uta Abe, no seu retorno às competições.

No sábado (25), o triunfo no masculino coube a Hidayat Heydarov do Azerbaijão (-73kg) e ao iraniano Saeid Mollaei (-81kg), campeão mundial, que, na final, reencontrou Sotaro Fujiwara, do Japão, com quem disputou o título mundial, novamente o vencendo. Entre as mulheres, a alemã Martyna Trajdos levou na -63kg, ao vencer a atleta da casa King Tang, e Saki Niizoe garantiu a segunda medalha dourada para os nipônicos na competição, na -70kg.

No último dia de competições (26), domingo, no masculino tivemos o ouro do japonês Kenta Nawasaga (-90 kg) e dos coreano Cho Guham (-100 kg) e Minjong Kim (+100 kg). As medalhas de ouro na categoria feminina foram para a atleta francesa Fanny Stelle Posvite (-78 Kg) e para a cubana (sempre ela) Idalys Ortiz (+78 kg).

Foto: IJF

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes