Cinco brasileiros vão brigar por medalhas no Aberto da Eslovênia de Tênis de Mesa Paralímpico


Os mesa-tenistas brasileiros tiveram quarta-feira (8) bons desempenhos na fase de grupos do Aberto da Eslovênia, competição fator 40 do Circuito Mundial Paralímpico, em Lasko. Dos oito atletas do país na disputa, cinco conseguiram passar da fase de grupos e vão brigar por medalhas na quinta-feira (9).

Cátia Oliveira e Guilherme Costa (classe 2); Paulo Salmin e Israel Stroh (classe 7); e, Danielle Rauen (classe 9) conseguiram ultrapassar a primeira fase, sendo que Paulo Salmin também venceu uma partida pela fase de 32 da concorrida classe 7. Carla Maia e Iranildo Espíndola, ambos da classe 2, e Jennyfer Parinos, na classe 9, não conquistaram a classificação.

Algumas vitórias chamaram a atenção, pelo grau de dificuldade dos adversários. Caso de Cátia Oliveira, vice-campeã mundial e atual número 5 do ranking da classe 2, que venceu a chinesa Jing Liu, quarta do mundo. E de Danielle Rauen, que bateu a turca Neslihan Kavas, terceira do ranking da classe 9.

Entre os homens, destaque para Israel Stroh, já classificado para as oitavas de final, que revelou ter passado por dificuldades no primeiro dia do torneio.

“Essa competição está sendo muito difícil para mim. Primeiro, pelo nível técnico que já é elevadíssimo e pela responsabilidade que é enfrentar tanta gente forte. E segundo, porque tenho sentido um mal-estar que me debilitou nos últimos dias. Estava muito inseguro de que conseguiria entregar meu melhor aqui, o que ainda não consegui, mas pude ser competitivo”, comentou após a classificação.

Stroh prefere não sonhar alto neste momento: “Sobre medalha, não quero fazer projeção. Tenho um jogo muito difícil amanhã cedo (contra o sueco Nicklas Westerberg) e, se vencer, pego o chinês líder do ranking mundial (Shuo Yan). O mais importante é cumprir as etapas e estou bem concentrado neste primeiro jogo de amanhã”.

Foto: Rede do Esporte

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes