Troféu Brasil de Natação 2019 - Dia 4


Diogo Villarinho e Guilherme Costa começaram a semana mais importante do ano de maneiras distintas. Enquanto o primeiro iniciou em êxtase, por conta da vitória na prova de 5 km das Maratonas Aquáticas, garantindo vaga no Mundial da Coréia, o segundo se viu fora do pódio dos 800m livre – prova em que é recordista sul-americano – e com uma infecção que poderia ameaçar a vaga para o principal torneio da temporada. Nesta sexta-feira (19), porém, os dois foram juntos, cada um do seu jeito, ao ápice: obtendo índice para o Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos.

Guilherme Costa venceu os 1500m livre e Diogo Villarinho foi o vice-campeão. Os tempos (15m05s91 e 15m06s80) são suficientes para coloca-los no Mundial. Para Cachorrão, um alívio depois de ficar fora do pódio dos 800m livre. Para Villarinho, marcar seu nome na história como primeiro nadador homem brasileiro a obter índice tanto na Maratona Aquática, quanto na Natação.

“Hoje, no aquecimento, eu ainda não estava 100%. Fiquei bem pressionado depois do que aconteceu nos 800m, mas deu tudo certo hoje. Vai ser meu segundo Mundial e a expectativa é bem alta”, falou o campeão.


“Não tenho nem palavras para descrever a felicidade. Ser o primeiro nadador a conseguir essas duas vagas é muito importante para mim. Quero nadar as duas. Quero fazer história”, contou Villarinho.

A noite também foi empolgante nos 100m peito. João Gomes Júnior e Felipe Lima disputaram metro a metro o título da prova e acabaram empatando: 59s56. Felipe França ficou em terceiro (59s71). Com o tempo, João e Felipe podem ir ao Campeonato Mundial de 2019 e ao Jogos Pan-Americanos deste ano.

“Foi uma prova bem forte. Novamente com o Felipe Lima e o Felipe França na disputa. Estou bem contente, pois meu tempo foi bom e este será meu primeiro Jogos Pan-Americanos”, falou João Gomes Júnior.

O revezamento 4x100m livre do Pinheiros, que, na última quinta-feira (18), formou a seleção brasileira em uma das provas mais disputadas do Troféu Brasil Maria Lenk, era o favorito para a disputa nesta sexta. Gabriel Santos, Marcelo Chierighini, Breno Correia e Pedro Spajari provaram que juntos são fortes e conquistaram o ouro com recorde de campeonato: (3m12s09).

Foto: SSPress/CBDA

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes